Distrital do PSD garante unidade na escolha do candidato

Distrital do PSD

A Distrital de Beja do PSD garante que o partido na região está unido para as Legislativas, apesar de Rui Rio ter escolhido Henrique Silvestre Ferreira como cabeça-de-lista do PSD por Beja em detrimento de Maria Inês Guerreiro, candidata proposta pela Distrital.
Em comunicado divulgado no Facebook, a Comissão Política da Distrital refere que a estratégia da direcção nacional do PSD para as Legislativas 2019 passa por “incluir a sociedade civil na esfera partidária”, tendo em conta no processo de selecção de candidatos requisitos como a “juventude”, o “empreendedorismo”, o ser “residente no distrito” e “especialista no sector mais representativo da região”, daí a escolha de Henrique Silvestre Ferreira.
“A Distrital foi sempre parte integrante neste processo” e o presidente do partido “nunca em momento algum ultrapassou a escolha da nossa estrutura”, “deixando de forma clara que se quiséssemos manter a escolha teríamos a sua total concordância”, acrescenta o PSD de Beja.
Ainda assim, este processo acabou por causar a primeira “baixa” nos actuais órgãos da Distrital de Beja do PSD, com o pedido de demissão de José Pires dos Reis, presidente da Comissão de Auditoria da Distrital e vice-presidente da Concelhia de Beja.
Em declarações à Rádio Pax, Pires dos Reis aponta o dedo a “alguns ilustres militantes” de tratar “de forma menos respeitosa os militantes de base”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima