Dezenas de pessoas contestaram fecho das urgências em Serpa

Dezenas de pessoas contestaram

Várias dezenas de pessoas concentraram-se na noite desta sexta-feira, 1, em Serpa, para contestar a decisão de fechar de madrugada as urgências do hospital da cidade.
O protesto, organizado pela Comissão de Utentes da Saúde e Outros Serviços Públicos do Concelho de Serpa, começou às 21h00, junto às instalações do Serviço de Urgência Avançada (SUA) do Hospital de São Paulo e durou cerca de uma hora.
Fechar o SUA, entre as 00h00 e as 08h00, "é uma aberração e um atentado contra o direito da população à saúde", disse à agência Lusa Palmira Guerreiro, da comissão de utentes, explicando que a concentração serviu para mostrar "a indignação" dos utentes com a decisão da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA).
Através da concentração, os utentes também exigiram a implementação do Serviço de Urgência Básica (SUB) no Hospital de Serpa, "prometida pelo Ministério da Saúde desde 2008, mas, até agora, nada", explicou.
Ao contrário "do prometido", o SUB ainda não foi criado e, "muito pior do que isso, vão fechar, entre as 00:00 e as 08:00, o serviço de urgências que existe", o que os utentes do Hospital de São Paulo "não aceitam", lamentou.
O fecho do SUA naquele horário "vai ser muito mau para as populações que serve", ou seja, as dos concelhos de Serpa, Barrancos, Mértola e Moura, que são "maioritariamente" constituídas por idosos "com poucos recursos económicos", disse.
Após o fecho do SUA entre as 00h00 e as 08h00, os utentes serão "obrigados a deslocarem-se de madrugada até ao hospital de Beja", para onde serão encaminhadas as situações de urgência que ocorrerem na área de abrangência do hospital de Serpa naquele período, adiantou.
O protesto contou com a participação de uma delegação do Partido Ecologista "Os Verdes", dos presidentes das juntas de freguesia do concelho e de Tomé Pires, o presidente da Câmara de Serpa (CDU), a qual, através de uma tomada de posição, já contestou a decisão da ULSBA de fechar o SUA de madrugada.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima