Desportivo de Beja quer criar escola de futsal e fazer crescer a modalidade

Desportivo de Beja quer criar escola de futsal e fazer crescer a modalidade

O Desportivo de Beja mantêm viva a intenção de criar uma escola de formação de futsal!
O projecto, apresentado no início da época, tinha como parceiros o Instituto Politécnico de Beja (através do seu Gabinete de Apoio à Actividade Desportiva) e o GDC Alcoforado, mas neste momento o emblema da rua do Sembrano parece estar decidido a avançar sozinho.
“A parceria vai ter que ser revista, pois não nos podemos acomodar. Para já, o projecto está um pouco ‘parado’ porque as outras partes estão a mexer-se pouco e nesse sentido estamos a pensar em reestruturá-lo, podendo passar por ser apenas um projecto do Desportivo de Beja”, revela ao “CA” o técnico Luís Pardal, de 44 anos, que acrescenta peremptoriamente: “Com ou sem parceria, este é um projecto para avançar”.
Concebido a partir de uma ideia do própria Luís Pardal durante a sua frequência no curso de Desporto do IPBeja, o projecto tem como objectivos gerais “despertar o interesse” de rapazes e raparigas para a modalidade, fomentar o futsal no concelho, criar nos mais novos “hábitos de uma ocupação salutar dos tempos livres” e permitir o acesso de todos os jovens à prática desportiva.
Na prática, o projecto da escola de formação de futsal destina-se a todas as crianças interessadas dos cinco aos 16 anos, que treinarão no pavilhão da EB 2,3 de Santiago Maior e que além da prática da modalidade terão também acesso, entre outras iniciativas, a convívios desportivos, campos de férias ou actividades culturais.
“Ambicionamos ser diferentes e além da oferta desportiva queremos também dar algum apoio em termos escolares aos miúdos”, acrescenta Luís Pardal, que vê no projecto a base que permitirá a sustentabilidade da recém-criada secção de futsal do Desportivo de Beja.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima