Desemprego preocupa em Mértola

Desemprego preocupa em Mértola

A presidente da Junta de Freguesia de Mértola está bastante preocupada com o aumento do desemprego entre a população local e com a falta de meios para o combater.
“Além da inexistência de meios, as autarquias esbarram, neste momento, em leis castradoras que impedem a contratação de pessoal até para suprir necessidades de funcionamento dos serviços. E as famílias, para além de afectadas pelo drama do desemprego, assistem, impotentes e desesperadas, a cortes nos respectivos subsídios”, nota ao “CA” Maria Fernanda Romba.
Ainda assim, a autarca socialista reconhece a “sorte” que é a Junta de Freguesia de Mértola estar integrada “num município que vem concedendo há vários anos apoios sociais aos idosos de todo o concelho, e às famílias em geral, através do Cartão Social, bem como outras medidas de apoio na área da saúde, através duma Unidade Móvel”.
Paralelamente, a Junta de Freguesia concede um subsídio anual aos alunos do primeiro ciclo do ensino básico e pré-escolar “para aquisição de material”, além de ter instituído em 2010 “a atribuição anual de três contas-poupança, no valor de 250 euros cada, em parceria com instituições de crédito locais”.
Maria Fernanda Romba revela ainda que a Junta de Mértola está a trabalhar em parceria com a Câmara Municipal, a Misericórdia e o Núcleo de Voluntariado no sentido de ser criado um centro de convívio para idosos.
“Queremos combater a solidão e poder proporcionar-lhes momentos de lazer e actividades formativas e de ocupação”, justifica.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima