Deputado do PS “solidário” com Orelha

Deputado do PS

O deputado do PS eleito por Beja, Pedro do Carmo, manifestou esta terça-feira, 13, a sua solidariedade com Francisco Orelha, autarca socialista que liderou a Câmara de Cuba entre 1997 e 2013.
Em causa está o facto de Orelha não ter sido distinguido durante as recentes comemorações dos 40 anos de Poder Local que ocorreram no concelho, o que motivou as críticas da Concelhia de Cuba do PS.
Em comunicado, Pedro do Carmo sublinha que “a memória é um elemento fundamental da coesão das comunidades e da construção do futuro” e que “um povo sem memória é um povo sem futuro”.
Nesse sentido, acrescenta, “perante a falta de memória ou a tentativa de reescrever a história esboçada por quem no momento, por vontade popular, exerce o poder político no Município de Cuba, expresso a minha solidariedade com o Francisco Orelha, que por mandato democrático foi presidente da Câmara Municipal da Cuba durante 16 anos nas listas do PS”.
“Nenhuma falta de memória belisca a personalidade do Francisco Orelha e a sua obra no Município de Cuba”, reforça o deputado socialista, que remata: “Todas as faltas de memória beliscam a acção dos que querem afirmar-se como democratas numa democracia madura”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima