Cáritas Diocesana de Beja inaugura novas instalações

Cáritas Diocesana de Beja inaugura novas instalações

A Cáritas Diocesana de Beja inaugura esta quinta-feira, 2, pelas 17h30, a sua nova sede, localizada na rua Afonso Lopes Vieira, no centro histórico da cidade, mesmo em frente às actuais instalações da instituição.
A “apadrinhar” o momento vai estar o ministro da Solidariedade e da Segurança Social, Pedro Mota Soares.
A nova sede da Cáritas bejense resulta do aproveitamento do edifício do antigo paço episcopal, propriedade da Diocese de Beja, que sofreu profundas obras de beneficiação, num investimento avaliado em quase 1,3 milhões de euros e que foi suportado pelos fundos comunitários do QREN e pela própria Diocese.
“Vamos passar a ter melhores condições de trabalho”, afiança ao “CA” a presidente da Cáritas de Beja, Teresa Chaves, adiantando que as novas instalações vão igualmente permitir à instituição alargar o seu leque de respostas sociais aos mais carenciados.
Uma das novidades passa pela criação de uma comunidade de inserção social, que contará com uma unidade de alojamento com 24 camas.
“Será um espaço para alojar pessoas sem-abrigo e podermos trabalhar com eles, de forma a dar-lhes mais competências e encontrar caminhos para a sua reinserção social”, explica.
Paralelamente, a Cáritas de Beja vai aproveitar as novas instalações para criar um centro de dia, que terá capacidade para acolher 15 pessoas, sobretudo alguns dos idosos que a instituição já apoia no domicílio e “vivem completamente sós”, além colocar em funcionamento um <i>cyber</i> espaço para formação na área das novas tecnologias.
A nova sede “vai ainda permitir pedirmos um aumento do acordo para o refeitório social à Segurança Social”, acrescenta esperançosa Teresa Chaves, lembrando que esta valência serve actualmente quatro refeições diárias a um total 65 pessoas, apesar da comparticipação do Estado prever apenas duas dezenas de utentes.
Outra das novidades na nova sede da Cáritas de Beja será o quarto-museu de D. José do Patrocínio Dias, bispo de Beja entre 1922 e 1965 e responsável pela aquisição do imóvel.
“Será um espaço aberto a quem o queira visitar e que estará mobilado com a mobília original que pertenceu a D. José do Patrocínio Dias”, adianta Teresa Chaves.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima