Comercialização de porco alentejano com novas regras

Comercialização de porco

O Governo colocou em discussão pública a norma que regulará a comercialização do porco alentejano, reivindicação antiga dos produtores que entrará em vigor em Maio.
A norma, que vai estar em discussão pública durante 10 dias e deverá ser publicada em Diário da República em Maio, "vai regular a comercialização do porco preto, considerando determinados condicionalismos ligados à raça e ao sistema de criação", explicou à Agência Lusa o secretário de Estado da Alimentação e da Investigação Agro-alimentar, Nuno Brito.
O secretário de Estado falava à Lusa após ter anunciado a colocação da norma em discussão pública na sessão de abertura da 30ª Ovibeja, na qual participou em substituição da ministra da Agricultura, Assunção Cristas, que, ao contrário do previsto, explicou o governante, não pode estar presente, por ter sofrido uma "indisposição" ao fim da manhã.
Segundo Nuno Brito, a norma, que foi "consensualizada" com as associações de produtores, vai permitir, através de "uma nova fórmula de rotulagem", "dar segurança ao consumidor que está, de facto, a consumir porco preto, ou seja, porco de raça alentejana e criado em sistemas extensivos".
"Ao fim de alguns anos, conseguimos por à discussão pública a norma", que é "bastante importante" e uma reivindicação antiga dos produtores, disse Nuno Brito, referindo que Espanha já tem uma norma do género "há vários anos" e "Portugal estava omisso" nesta área.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima