Comboios: Movimento e autarcas repudiam desativação da linha entre Beja e Funcheira

Comboios: Movimento e autarcas repudiam desativação da linha entre Beja e Funcheira

O movimento cívico “Beja Merece” e os autarcas de Castro Verde e Ourique repudiaram hoje a prevista desactivação da linha ferroviária entre Beja e Funcheira, enquanto o autarca de Beja defende que a decisão deve considerar a sustentabilidade do serviço.
Segundo um documento preliminar que define a estratégia do Governo para os transportes entre 2011 e 2015, a que a Lusa teve acesso, o executivo prevê desactivar até final deste ano, na linha ferroviária do Alentejo, a ligação entre Beja e Funcheira, que assegura a ligação ao Algarve e passa pelos concelhos de Castro Verde e Ourique.
De acordo com o documento, a mobilidade das populações será "assegurada" através de "concessões rodoviárias" e o Governo vai manter a ligação ferroviária de mercadorias às minas de Neves-Corvo (Castro Verde).
"Não vemos com agrado o encerramento" da ligação e "será um erro, para já, acabar" com a linha, porque "temos quase a certeza absoluta de que será importante num futuro próximo", disse hoje à Lusa Florival Baioa, do movimento ‘Beja Merece’, criado para defender a manutenção da ligação, entre outras reivindicações.
A desactivação da linha está prevista no orçamento deste ano da CP.

Partilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima