O site da[BR]Câmara de Beja

Quinta-feira, 17 Setembro, 2020

António Revez

Nos dias que correm, a comunicação de uma autarquia com o cidadão e a disponibilização da informação relevante que lhe é devida, é feita, cada vez mais, pela e na Internet, seja através do site oficial da Junta de Freguesia ou da Câmara Municipal, seja através da presença dinâmica e actualizada destes órgãos autárquicos nas redes sociais. O Boletim Municipal e as Agendas Municiais impressas talvez venham a ser, a médio prazo, um atentado ambiental, pelo desperdício escusado de papel…
Nos dias que correm, a relação institucional do munícipe com a câmara municipal é desenvolvida, cada vez mais, através da Internet, por meio de um site interactivo e que permita o preenchimento, o “download” e a entrega online de documentação variada do interesse do cidadão.
Nos dias que correm, o investimento promocional de uma autarquia nela própria é feito, cada vez mais, através do site oficial, e assim, ser fonte autorizada e privilegiada de informação e divulgação para os cidadãos, para os visitantes, para os turistas, para a comunicação social, para os investidores, para estudantes e investigadores.
No passado e no presente, o site da Câmara Municipal de Beja está mais próximo da caricatura do que da correspondência às exigências que hoje se colocam a uma autarquia moderna, especialmente se esta acalentar aspirações de centralidade… e se a prometer eleitoralmente…
Há já não sei quanto em “renovação”, o site da câmara municipal de Beja é (e nem refiro questões estéticas e de design…) em muitas coisas incongruente, em quase todas insuficiente e em muitas outras… omisso. Mais de um ano passado, o novo executivo e os profissionais da câmara ainda não conseguiram dar à luz um site digno de tudo o que se possa pensar que seja a… Beja Capital!
O menu principal do site contempla algumas áreas importantes da actividade municipal, mas, que sentido tem criar separadores diferentes para “crianças” e “juventude”, e esquecer áreas como a “acção social”ou “urbanismo”? A situação piora se clicarmos em separadores como “juventude” e “património”, quase esvaziados de conteúdos e adornados com frases feitas de pacotilha propagandística.
O cidadão persuadido para os desafios da democracia local participativa, esbarra com um site que desconhece essas funcionalidades e pressupostos. Antes ainda tivemos o tosco “município participado”, agora nem isso… Não sabemos se este executivo é sensível às experiências de orçamento participativo e de gestão descentralizada e participada, com a criação de instrumentos de auscultação e envolvimento dos cidadãos no processo público de tomada de decisões, mas se o é… este site não dá disso expressão nem notícia. E há inovações simples e válidas, como a criação da figura do Provedor do munícipe, cujo espaço de intervenção podia também estar alojado no site da câmara. Do mesmo modo, seria meritório se cada vereador com pelouro prestasse regularmente contas da sua actividade e do que mais importante acontece nos diferentes sectores de actuação, utilizando o site da câmara para o efeito.
E quem pretenda investir no concelho e procure informação documental sobre incentivos, apoios, projectos, legislação respectiva, também pouco ou nada fica a saber através do site da CMBeja. Por acaso vem lá referido um tal Gabinete de Planeamento e Desenvolvimento, acompanhado da promessa de se “criar um espaço de grande interacção com os utilizadores”…
E quem queira visitar-nos e deseje conhecer melhor a nossa cidade e concelho através do site, obtém apenas uns apontamentos avulsos e desgarrados sobre a história da cidade, armas, bandeira e selo… Não há arquivo fotográfico e videográfico, informação eleitoral diacrónica, história política recente, ilustração patrimonial e paisagística anotada, sínteses etnográficas, análise demográfica e económica, roteiros turísticos… Nada de nada.
Infelizmente, podemos dizer do site da câmara municipal de Beja o mesmo que da acção deste executivo… Está quase tudo por fazer.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

ULSBA participa em projecto europeu

A Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) candidatou-se ao projecto europeu de facturação electrónica “European Hospitals adopting the e-invoicing Directive”, aprovado pela INEA

CIMBAL apresenta propostas para o PRR

A Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL) submeteu vários contributos ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), no âmbito da consulta pública promovida ao documento.

Role para cima