Bons exemplos

Quinta-feira, 17 Setembro, 2020

José Nicolau Gonçalves

Os Exemplos superiores
A realização da Ovibeja continua a ser o maior acontecimento social e económico da região. Neste evento concentra-se uma imagem de competência e de valorização das nossas capacidades e potencialidades. Perceber a Ovibeja é um raciocínio fácil, mas que depreende a boa fé e não a inveja.
A Ovibeja une-nos no encontro das ambições e da importância de fazermos mais e melhor pela nossa terra. É um exemplo de como se devem fazer as coisas e um guia do caminho a percorrer. E à ACOS devemos a obrigação de apoiar a sua competência na realização destes eventos: politicamente, economicamente e popularmente.
A face da Ovibeja é indissociável da inteligência de um homem que a conduz com visão e empenho: o Comendador Castro e Brito é o líder de um conjunto de homens e de mulheres que com profissionalismo executam um dos momentos de maior orgulho da nossa região. E o mérito da organização é um reconhecimento que lhe devemos, com justiça e gratidão.
Mas pensar a Ovibeja no futuro da região é também desafiar quem sabe fazer bem feito para encontramos novas iniciativas de valorização das nossas actividades económicas e sociais. Defendo que se procurem consensos entre a ACOS e a Câmara de Beja para que a primeira assuma a organização de outros eventos, tais como a Rural Beja.

Os Exemplos Escolhidos
Aproveitando a realização da Ovibeja, a Câmara Municipal de Ourique cumpriu mais um conjunto de iniciativas de promoção da sua imagem de marca: Ourique Capital do Porco Alentejano. Destas iniciativas destacam-se um stand de exposição centrado na imagem do porco alentejano, até com muita piada e revelando a participação de crianças de escolas na sua concepção, sessões de corte e degustação de presunto e, na quinta-feira, dia 29, a degustação de um porco no espeto com prova de vinhos.
A diferença destas iniciativas é a visão estratégica na forma como se promove o concelho, não pela vertente institucional da autarquia, mas pelas potencialidades endógenas dos seus produtos e actividades económicas. E ao longo dos últimos quatro anos, apesar das adversidades conhecidas, o Município de Ourique encetou uma caminhada de sucesso na promoção económica e social do concelho.
Mas a obra faz-se com a vontade dos homens. E esta obra ergue-se, como exemplo a seguir, com a determinação e visão política de Pedro do Carmo, que conseguiu potenciar as vontades e construir parcerias profícuas, nomeadamente, com a Associação de Criadores de Porco Alentejano, igualmente liderada por um homem de bons princípios: José Cândido Félix.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima