Bom Agosto…

Quinta-feira, 17 Setembro, 2020

Miguel Rego

arqueólogo

Felizmente chegou o mês de agosto para entrarmos num dia a dia dormente e fugir durante alguns dias à realidade. como tal, hoje não escrevo com maiúsculas e não vou criticar nada. só dizer bem. e começo pela água da praia que deve estar mesmo um caldo e, como pouco ou nada vou experimentar destes banhos adiados, vou consolar-me com o cromado dos turistas e os abraços dos amigos e conhecidos que regressam durante breves instantes à origem ou passam por estas bandas. por isso hoje sinto-me fazer parte de um povo feliz e sem problemas de maior. os fogos são a norte; o carlos queiroz juntou o alex, dito “fergu(n)son”, o pinto da costa e o luís filipe vieira como testemunhas abonatórias e, como tal, temos a nossa selecção salva e, seguramente, apurada à distância para o mundial, os jogos olímpicos, o campeonato de sub 16, 17, 18, 19, 20, 21, veteranos, solteiros e casados e outros escalões menos difamados; o obikwelu já é português outra vez e estará a representar as nossas cores nos jogos olímpicos; pena é que não haja mais obras públicas com trabalhadores clandestinos para encontrarmos uns quantos corredores de estrada a fugir às mãos dos serviços de frontêra; a propósito de búlgaros universitários, se é que é disso que estamos a falar, e porque não beber um copito do melhor vinho do mundo; cantar à alentejana, ver touradas e comer tremoços?; neste mês de agosto vou dizer que temos os melhores presidentes de câmara e nem por isso temos falta de água a não ser aqui, ali e acolá, mas isso não conta; não temos desemprego, nem abandono escolar nem vão fechar mais escolas pois as câmaras, o ministério da educação, as delegações regionais de educação, os conselhos de pais, as associações de alunos estão todos de acordo e não se fala mais disso porque as escolas só fecham onde não houver alunos; é como a água de alqueva vai alimentar o aeroporto de Beja, as plantações de tomates, os mirtilos, os pepinos, o trigo de engorda (isso existe?) e os borregos campaniços nunca mais vão ter cedo… caros leitores, vou de férias fazer de servente de pedreiro, mas vocês, se puderem, molhem os calções.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima