Aproveitar bem a “bazuca”

Sexta-feira, 22 Julho, 2022

Carlos Pinto

JORNALISTA | DIRECTOR DO "CA"

O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) vai financiar quatro investimentos na área da saúde nos concelhos de Ourique e de Odemira, através das unidades locais de saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) e do Litoral Alentejano (ULSLA).
Tal como o “CA” lhe revela na abertura desta edição, trata-se de um montante total de quase 5,8 milhões de euros, no âmbito da chamada “bazuca”, que será utilizado para avançar com os projetos de construção de novos edifícios para o Centro de Saúde de Ourique, Serviço de Urgência Básica de Odemira e Extensão de Saúde de Vila Nova de Milfontes, a par da requalificação e ampliação da Extensão de Saúde de Sabóia, no interior do concelho odemirense.
A estes investimentos juntam-se muitos outros em toda a região que também vão beneficiar do PRR, seja a futura variante de Aljustrel ou novos equipamentos sociais e culturais que estão a ser projetados pelas autarquias e demais instituições locais.
Neste momento decisivo, até pelos tempos que vivemos e pela incerteza que o futuro mais próximo encerra, é fundamental que se tire pleno partido das possibilidades abertas pelo PRR.
Até 2026 são milhares de milhões de euros que vão chegar a Portugal por via da União Europeia, por forma a responder aos desafios da dupla transição climática e digital. Impõe-se, portanto, responsabilidade e assertividade, priveligiando investimentos que façam verdadeiramente a diferença no(s) território(s) e entre a população. Esta pode ser a derradeira oportunidade – sobretudo para o Interior – de se chegar ao desiderato de desenvolvimento há muito perseguido.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima