2024, ano de muitos desafios!

Sexta-feira, 5 Janeiro, 2024

Carlos Pinto

JORNALISTA | DIRECTOR DO "CA"

O ano de 2023 deixou muito para contar, seja na região, no país ou no mundo. Mas mais importante que avaliar o que se passou ao longo de 2023, o que devemos agora é, desde já, começar a perspetivar o que poderá ser 2024. Este é o tempo de definir estratégias e traçar metas, para que os resultados a alcançar sejam os desejados (e necessários).
No que ao Baixo Alentejo diz respeito, uma das prioridades em 2024 será, seguramente, a questão da água. A seca já não é um problema transitório ou temporal, mas sim uma realidade que veio para ficar. E quando verificamos que a barragem do Monte da Rocha entrou no novo ano com um volume de apenas 8% da sua capacidade máxima (equivalente a 3.56.000 m3), é da máxima urgência que no próximo ano avancem os investimentos anunciados pelo Governo para esta albufeira, nomeadamente a ligação ao Alqueva, através do Roxo.
Em simultâneo, 2024 tem de ser um ano de afirmação da Democracia em Portugal. Primeiro, com umas eleições legislativas (e europeias) participadas e esclarecedoras, em que a sensatez e a ponderação se sobreponham aos discursos populistas e radicais.
Depois, com as comemorações dos 50 anos do 25 de Abril, momento que se deseja de festa e, acima de tudo, de afirmação da Liberdade e dos valores democráticos.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima