Câmara Municipal de Grândola quer cortar 50% nas despesas correntes

Câmara Municipal de Grândola quer cortar 50% nas despesas correntes

A Câmara de Grândola vai aplicar, a partir deste mês de Outubro, um "super-plano de contenção financeira que visa conseguir uma redução de despesas de 50 por cento", anunciou a autarquia.
Segundo revelou o presidente do município de Grândola, Carlos Beato, militar da revolução de Abril de 1974 que foi eleito, como independente, pelo PS, as medidas que já estão a ser postas em prática visam "preservar a boa situação financeira do município".
"Não assobiamos para o lado face às dificuldades. E é por isso que estamos a tomar estas medidas", disse o autarca, defendendo a necessidade de reduzir custos para salvaguardar os interesses e as finanças da Câmara de Grândola.
De acordo com o autarca, o plano de contenção de despesas prevê uma redução de 25 por cento das despesas com pessoal, através da suspensão do pagamento de horas extraordinárias, salvo casos considerados excepcionais, suspensão de novas admissões, bem como a suspensão da renovação de contratos a termo e de prestação de serviços, que serão reavaliados caso a caso.
O despacho do presidente da Câmara de Grândola exige "uma redução de despesas de 50 por cento em relação à média dos nove meses anteriores deste ano" nas despesas em comunicações e reprografia, bem como uma redução de "30 por cento nos combustíveis".
Entre outras medidas, o documento suspende "viagens e visitas oficiais, bem como refeições de serviço, participações em feiras e eventos promocionais de que resultem custos directos para a autarquia", regra que só será alterada "em circunstâncias excepcionais, perante compromissos já assumidos de relevante interesse municipal".
O presidente da Câmara de Grândola justifica o plano de contenção de despesas com os cortes anunciados nas transferências Orçamento de Estado, com a previsível redução de receitas próprias, designadamente nos impostos (IMI e IMT), e atrasos no recebimento de verbas comunitárias, que se traduzem numa "quebra muito acentuada de receitas".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima