Câmara de Ferreira do Alentejo ameaça processar o Estado por suspensão da A26/ IP8

Câmara de Ferreira do Alentejo ameaça processar o Estado por suspensão da A26/ IP8

A suspensão dos trabalhos de construção do lanço Santa Margarida do Sado-Beja da A26/ IP8 pode levar a Câmara de Ferreira do Alentejo a processar o Estado português “pelos prejuízos causados” e “pelas expectativas defraudadas de muitos outros investimentos privados”.
Em causa está o adiamento da obra, anunciado na passada semana ao abrigo do acordo entre a Estradas de Portugal e a Estradas da Planície, responsável pela subconcessão rodoviária do Baixo Alentejo, que na óptica da autarquia “constitui uma desilusão” e provoca “uma real indignação pela política de abandono de um projecto fundamental para o concelho, para a região e para o país”.
Para já, a Câmara Municipal ferreirense irá exigir a reposição da situação anterior às obras de caminhos rurais/ vicinais, municipais e estrada nacional, tendo mesmo enviado ao secretário de Estado dos Transportes e Obras Públicas, Sérgio Monteiro, um foto-relatório relativo à situação de insegurança causada pelo abandono das obras.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima