Castro Verde. PS defende reposição da freguesia de Casével

A Assembleia Municipal de Castro Verde aprovou na sexta-feira, 16, por unanimidade, a Moção “Pela reposição da Freguesia de Casével”, apresentada pelos eleitos do PS e que defende, “com firmeza e de modo concreto”, a reposição de freguesias, em particular a freguesia de Casével, de momento anexa na União de Freguesias de Castro Verde e Casével.

Na moção, enviada ao “CA”, os eleitos do PS lembram que “afirmaram em junho de 2019 o seu profundo desacordo com a proposta de Lei do Governo” relativamente a esta matéria.

“Para nós, e tal como defendido enquanto compromisso eleitoral, Casével tem todas as condições para voltar a ser uma freguesia autónoma”, afiançam os socialistas, garantindo “que hoje e desde sempre defendem e exigem a reposição da freguesia de Casével”.

O PS de Castro Verde acrescenta que, neste caso, “é claro, concreto e não se refugia em qualquer exercício de tática política”.

“Nesta matéria, todos devemos estar unidos e rejeitar a divisão, os desentendimentos ou as ações de puro e interesseiro aproveitamento partidário”, sublinha.

“Para nós, e tal como defendido enquanto compromisso eleitoral, Casével tem todas as condições para voltar a ser uma freguesia autónoma.”

Moção apresentada pelos eleitos do PS na Assembleia Municipal de Castro Verde

De acordo com a moção, desde 2017 que os eleitos do PS “têm sido concretos e cumprido os compromissos assumidos”, recordando que “a sede de freguesia de Casével, que outros fecharam, é um serviço público para todos, com atendimento diário aos fregueses em diferentes domínios”.

Além do mais, vinca o PS, “como todas as freguesias, Casével tem de novo serviços de saúde que resultam de boa e muito importante cooperação institucional, com melhor e maior acessibilidade”.

“A par disso, foi concretizado importante investimento público para ancorar a população mais jovem, como o polidesportivo (já concluído) ou a requalificação urbana da sua área envolvente (prestes a iniciar-se)”, observam os socialistas, acrescentando que também em breve “irá iniciar-se a obra de ampliação do cemitério, num investimento necessário para a comunidade”.

“É com esta ação concreta que trabalhamos e defendemos Casével e, evidentemente, a sua legítima e justa pretensão de restaurar a sede de Freguesia”, conclui o PS.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima