Castro Verde. PS acusa eleitos da CDU em Entradas de “falta de coerência”

O PS de Castro Verde critica os eleitos da CDU na Assembleia de Freguesia de Entradas, acusando-os de terem uma “atitude pouco responsável, desconhecimento, falta de coerência e de estratégia”.

Em causa está o facto de os eleitos da CDU terem aprovado, na quarta-feira, 11, em sessão extraordinária da Assembleia de Freguesia, o protocolo de investimento de 2022, que define um apoio da Câmara de Castro Verde à Junta de Freguesia de Entradas no valor de 37.500 euros, inicialmente chumbado pela maioria comunista a 18 de abril.

Para os socialistas, “mais uma vez fica à vista de todos a evidente falta de coerência e preparação dos eleitos da CDU, desconhecimento, descoordenação, além de total incapacidade política”.

O PS de Castro Verde frisa ainda, em comunicado, que, “neste como noutros processos, fica à vista de todos que, com coerência e responsabilidade”, os eleitos socialistas “defendem os interesses da população”.

Por isso, os eleitos do PS “apelam agora à Câmara Municipal para que, dentro do quadro de responsabilidade que tem habituado toda a população do concelho, acolha a possibilidade de assinar o protocolo com a Junta de Freguesia de Entradas”, conclui o comunicado.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima