Castro Verde: PS acusa CDU de aumentar água "irregularmente"

Castro Verde: PS acusa CDU de

O aumento do preço da água no concelho de Castro Verde, decidido pela Câmara Municipal em Dezembro passado, “é irregular” porque, segundo denuncia o PS, o Regulamento Municipal de Abastecimento de Água obrigava a aprovação do aumento até 30 de Novembro e a Câmara só tomou a decisão a 21 de Dezembro.
Refira-se que, num comunicado enviado à imprensa, o PS cita o artigo 76º do referido regulamento que, sobre a aprovação do tarifário, determina que este “é aprovado pela Câmara Municipal de Castro Verde até ao termo do mês de novembro do ano civil anterior àquele a que respeita”.
“Estamos perante um grave incumprimento do respectivo Regulamento Municipal de Abastecimento de Água e, portanto, o novo tarifário não pode ser aplicado em 2017”, denuncia o vereador do PS, António José Brito, que deu “conhecimento formal” desta situação ao executivo da CDU mas, segundo adianta, “como se esperava, tudo ficou na mesma”.
“É curioso a maioria da CDU justificar o aumento do preço com o cumprimento do Regulamento e, depois, já não precisa de cumprir o regulamento para tomar a decisão. O regulamento só serve quando convém”, acusa António José Brito, acrescentando que, neste caso, “trata-se do mesmo regulamento” a que os eleitos da CDU “recorrem abundantemente para justificar os três aumentos da água que aprovaram em pouco mais de um ano”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima