Castro Verde cria Observatório do Cante Alentejano

A Câmara de Castro Verde acaba de criar o Observatório do Cante Alentejano e o Centro de Documentação do Cante Alentejano, ambos coordenados por José Francisco Colaço Guerreiro.

Segundo a autarquia, o Observatório do Cante Alentejano “é um gabinete de recolha, tratamento e análise estatística dos dados anualmente obtidos junto dos grupos corais”, por forma “a que se possa fazer, de forma sistemática, uma avaliação do estado atual e da evolução do movimento coral”.

Já o Centro de Documentação do Cante Alentejano é um projeto “apostado em preservar a memória e a salvaguarda do movimento coral e do cancioneiro tradicional”.

Nesse sentido, “será constituída uma base de dados referente ao universo dos grupos corais, organizada por concelhos, com os respetivos historiais, contactos, imagens e registos sonoros”.

No âmbito do Centro de Documentação serão ainda “efetuados e adquiridos trabalhos escritos e audiovisuais sobre o cante, disponíveis para consulta publica na Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca”, em Castro Verde.

A Câmara de Castro Verde frisa que este novo projeto surge depois de ter aumentado “o apoio já dado aos grupos corais do concelho com novas medidas concretas e objetivas”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Odemira promove cidadania ambiental

Alertar as comunidades “para o problema dos resíduos”, para que os cidadãos “se tornem agentes de mudança”, é o grande objetivo do projeto “A Rua

Role para cima