Castro Verde celebra os 50 anos de Abril

Francisco Fanhais & João Afonso

A Câmara de Castro Verde inicia neste sábado, 19, as comemorações dos 50 anos do 25 de Abril, com um programa que se estenderá até 2024 para celebrar “meio século de democracia e de liberdade”.

Segundo a autarquia, o programa é uma organização da Comissão Municipal para as Celebrações do 50° Aniversário do 25 de Abril de 1974 e arranca com dois espetáculos nos próximos dois fins de semana, dias 19 e 27, continuando em 2023 e 2024 e contemplando “a dinamização de um conjunto de iniciativas que pretendem reforçar a importância desta data histórica”.

A iniciativa pretende ainda valorizar “os princípios da liberdade e da democracia, através da celebração e da preservação dos valores e das conquistas da Revolução”, acrescenta a Câmara Municipal.

Para este sábado, 19, está prevista a apresentação, no cineteatro municipal, pelas 21h30, do espetáculo “Cantigas do Maio”, que juntará em palco Francisco Fanhais e João Afonso, acompanhados pela Banda da Sociedade Musical Fraternidade Operária Grandolense.

O concerto irá revisitar o álbum “Cantigas do Maio”, de José Afonso, considerado “o mais histórico e o mais referencial de todos os discos da música popular portuguesa”, não faltando no alinhamento os temas que marcaram Abril, nomeadamente “Grândola vila morena”, canção escolhida como senha para o arranque do Movimento dos Capitães, a 25 de Abril de 1974.

Depois, no dia 27 de novembro (domingo), a partir das 16h00, o oitavo aniversário da classificação do cante alentejano como Património Cultural Imaterial da Humanidade da Unesco vai ser assinalado com um desfile nas ruas da vila e uma atuação dos grupos corais do concelho no cineteatro municipal, que pretende “celebrar o cante, expressão cultural do Alentejo”.

Opinião

Carlos Pinto

16 de Fevereiro, 2024

Saber Andar à frente do tempo

Napoleão Mira

16 de Fevereiro, 2024

E Depois do Adeus…

Vitor Encarnação

2 de Fevereiro, 2024

Adeus

Carlos Pinto

2 de Fevereiro, 2024

Investimento essencial

Carlos Pinto

19 de Janeiro, 2024

Já vemos Luz ao fundo do túnel

Napoleão Mira

19 de Janeiro, 2024

Um Salazar Não Chega

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima