Castrense soma títulos no jiu-jitsu

Castrense soma

Dois títulos no Campeonato de Portugal, outros tantos no Campeonato Ibérico e mais de uma dezena de medalhas de ouro, prata e bronze em diversas competições nacionais.
É este o pecúlio da Secção de Jiu-jitsu do FC Castrense, que nasceu há quase dois anos e já “fabricou” uma série de campeões.
Resultados tão impressionantes quanto inesperados… até para quem anda no tatami [o tapete onde decorrem os combates desta arte marcial]!
“De alguma maneira tudo isto nos surpreendeu”, admite ao “CA” Carlos Sequeira, atleta e um dos seccionistas.
“Estamos a trabalhar muito, de forma árdua e com tão pouco tempo de trabalho tem sido bastante positivo” garantir estes resultados, acrescenta o brasileiro Jonas Rodrigues, também ele atleta e seccionista, além de treinador.
Os títulos de jiu-jitsu começaram a chegar a Castro Verde em Abril, quando Miguel Milhano (na categoria Master Leve – Faixa Branca) e Carlos Sequeira (Master 3 Pesado – Faixa Azul) venceram no Campeonato Português. Nessa prova, o Castrense arrecadou ainda mais duas medalhas de prata (por Bruno Lima em Infantis – Faixa Amarela e por Jonas Rodrigues em Master Meio-Pesado – Faixa Roxa) e duas de bronze (através de Vinícius Gonzaga em Adulto Pena – Faixa Branca e de Diogo Rodrigues em Adulto Meio-Pesado – Faixa Branca).
Em Julho, foi a vez de Bruno Lima (em Infantis – Faixa Amarela) e Vinícius Gonzaga (em Adulto Pena – Faixa Azul) se sagrarem campeões ibéricos, numa prova onde houve mais três medalhas para atletas do Castrense: de prata para Jonas Rodrigues (Master Meio-Pesado – Faixa Roxa) e de bronze para Miguel Milhano (Master Leve – Faixa Branca) e Carlos Sequeira (Master 3 Pesado – Faixa Azul).
Pelo meio, os “jiu-jistas” de Castro Verde ainda garantiram seis medalhas (três das quais de ouro) na I Copa Buffalo de Jiujitsu de Lisboa (em Maio) e mais sete (uma de ouro) no II Torneio de Jiujitsu de Castro Verde (em Junho).
“Estas vitórias são muito importantes para nós. Trabalhamos há pouco tempo e já demonstramos qualidade naquilo que estamos a fazer quando comparado com o restante do país”, sublinha Jonas Rodrigues.
Apesar de todas as conquistas já alcançadas, os responsáveis pela Secção de Jiu-jitsu do FC Castrense querem mais.
Daí a ambição de obter mais medalhas durante o Grand Slam (em Setembro) e o Open Nacional (em Novembro), assim como uma boa participação numa prova em Novembro, durante a qual serão selecionados os atletas que irão participar no Mundial da modalidade, em Abu Dhabi (Dubai).
“Em todos os países fazem esta selectiva e são selecionados os melhores atletas. Nós vamos lá estar e tentar a sorte”, adianta Carlos Sequeira.
Já em Janeiro de 2016 será a vez do Campeonato da Europa de Jiu-jitsu.
“Vamos trabalhar bastante para conseguirmos bons resultados. A expectativa é positiva”, conclui Jonas Rodrigues.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima