Carlos Simão: "Dei demasiado ao Desportivo de Beja"

Carlos Simão: "Dei demasiado ao Desportivo de Beja"

Carlos Simão regressou ao “activo” no Aldenovense e quer tentar ganhar a Taça do Distrito de Beja.
Um desejo manifestado ao “CA”, numa entrevista onde o técnico não deixa de fazer o balanço dos últimos meses passados no Desportivo de Beja.

<b>Pensou muito antes de aceitar o convite para treinar o Aldenovense?</b>
De facto, já não estava à espera de trabalhar no futebol esta época. E o que me levou a aceitar o convite do Aldenovense foi a forma como fui abordado pelo presidente e o passado do clube, que tem história e uma massa adepta que o vive muito apaixonadamente.

<b>O compromisso é só para esta época ou já prevê o campeonato de 2012-2013?</b>
A minha ida é muito “pontual” e apenas no sentido de ajudar a equipa a recuperar alguns lugares na classificação e procurar chegar o mais longe possível na Taça [do Distrito de Beja].

<b>Ou seja, a partir de agora a Taça passa a ser a grande prioridade do Aldenovense?</b>
É evidente que quando estamos em duas competições e estando longe de ganhar uma – que é o nosso caso no campeonato –, teremos de procurar chegar à final e ganhar.

<b>Regressa ao “activo” depois de em Novembro ter saído do Desportivo de Beja. O que o levou a deixar o clube nessa altura?</b>
Porque já previa a situação do Desportivo de Beja… Repare, só aceitei o convite [na última temporada] por paixão, por ser um filho da terra e por ser um clube que me diz muito. Mas como esta era uma situação que previa, antecipei a minha saída. Dei demasiado ao Desportivo de Beja – como muita gente tem dado! –, sempre numa perspectiva de, dentro das minhas tarefas, ajudar um clube que tem andado com a casa às costas, desorganizado, perdendo a sua identidade e as suas raízes.

<b>LEIA A ENTREVISTA DE CARLOS SIMÃO NA ÍNTEGRA NA EDIÇÃO DE 20 DE JANEIRO DO "CORREIO ALENTEJO", AMANHÃ NAS BANCAS</b>

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima