Cante alentejano declarado património mundial – reacções (ACT.)

Cante alentejano declarado

Depois da declaração do cante alentejano como património cultural imaterial da Humanidade pela Unesco esta quinta-feira, 27, têm sido muitas as reacções de felicitação.
Do Presidente da República ao primeiro-ministro, passando por responsáveis por associações e autarcas, todos são unânimes em reconhecer a justiça do reconhecimento do cante alentejano decidido em Paris (França) pela Unesco.

Cavaco Silva – Presidente da República
"Homenageia-se hoje uma arte que nasceu de uma tradição vernacular e rural, um canto do povo, que é tão belo como as planícies do Alentejo onde nasceu. […] O cante [alentejano] traduz os valores de um povo através das modas, poemas tradicionais cantados sem recurso a acompanhamento com instrumentos musicais. […] O cante é a marca e um sinal de um povo, a expressão mais genuína e autêntica da sua identidade. A consagração como Património Cultural Imaterial da Humanidade do cante Alentejano irá certamente contribuir para um maior conhecimento e salvaguarda desta expressão musical, e para o incentivo à sua divulgação, especialmente entre os mais jovens."

Pedro Passos Coelho – Primeiro-ministro
"É a devida homenagem à grande comunidade do cante alentejano”, especialmente aos seus intérpretes, “que o elevaram a uma arte vibrante e plenamente consagrada”.

Jorge Barreto Xavier – Secretário de Estado da Cultura
"Trata-se do reconhecimento da importância de uma prática que é parte integrante da cultura portuguesa e que, apesar de nascida no Alentejo, é valorizada em todo o território nacional e, cada vez mais, a nível internacional."

Ana Paula Amendoeira – Directora Regional de Cultura do Alentejo
"É um orgulho muito grande, porque esta nossa candidatura é muito boa. Foi apontada como exemplar, pelo presidente do comité inter-governamental da Unesco."

Paulo Lima – Coordenador da candidatura
"É uma grande felicidade para o cante, para quem canta, para o Alentejo e para Portugal."

Associação MODA
"Este reconhecimento do cante pela Unesco […] constitui um marco histórico na vida dos grupos corais e dos cantadores. […] Temos consciência de que este reconhecimento vira uma nova página na própria história do cante pela enorme responsabilidade que cria não só aos grupos corais, como às entidades que sempre o têm apoiado, como são sobretudo as autarquias locais, também merecedoras deste reconhecimento pela Unesco."

Turismo do Alentejo
"A conquista deste selo da Unesco é, acima de tudo, uma homenagem ao Alentejo e às suas gentes e o reconhecimento da grandeza de um bem identitário e singular de um território que se qualifica e ambiciona a certificação, apostando no que é único e diferenciador."

Comunicado da CIMBAL – Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo
"Com este reconhecimento a cultura do Alentejo ocupa um lugar de honra entre os grandes valores da humanidade, graças à memória de um povo que soube preservar a sua identidade cultural ao longo de séculos de história."

Comunicado da Assembleia Intermunicipal da CIMBAL
"O reconhecimento do cante alentejano como património cultural imaterial da Humanidade pode constituir um importante factor de desenvolvimento através da visibilidade que trará para esta região."

Vito Carioca – Presidente do IPBeja
"Foi com enorme sentimento de orgulho que toda a comunidade académica do IPBeja recebeu
a notícia do reconhecimento do cante alentejano como Património Cultural Imaterial da
Humanidade, um reconhecimento da singularidade desta dimensão cultural profundamente
enraizada na nossa memória colectiva."

Ana Costa Freitas – Reitora da Universidade de Évora
"Foi um merecido reconhecimento para esta manifestação tão singular da cultura alentejana, que encerra em si séculos de história”."

Câmara de Aljustrel
"A Unesco acaba de integrar o cante alentejano na lista do património imaterial da humanidade. O cante junta-se assim ao fado e à dieta mediterrânica, classificados em 2011 e 2013, respectivamente. […] Viva o cante alentejano!"

António Bota – Presidente da Câmara de Almodôvar
"Recebemos com bastante agrado a notícia de que o cante foi hoje decretado como parte da cultura mundial. Esta é uma excelente notícia para o país, para a cultura nacional e para a essência da alma alentejana, espelhada no cante que todos nós apreciamos."

António Tereno – Presidente da Câmara de Barrancos
"Esta decisão é o corolário do trabalho e da labuta dos homens e das mulheres deste nosso Alentejo que, ao logo de séculos teimaram em preservar, divulgar e transmitir a cultura que molda a identidade alentejana."

João Rocha – Presidente da Câmara de Beja
"O reconhecimento da Unesco é, acima de tudo, a confirmação deste território como um valor único, num processo mais vasto e estratégico de crescimento e desenvolvimento sustentado."

Câmara de Castro Verde
"O cante alentejano já é património cultural imaterial Humanidade. […] Parabéns ao Alentejo e ao cante alentejano!"

Aníbal Reis Costa – Presidente da Câmara de Ferreira do Alentejo
"Parabéns ao cante, a todos que directa e indirectamente contribuíram para este sucesso e em particular aos grupos corais, verdadeiros protagonistas, continuadores e divulgadores desta nossa ímpar tradição."

Jorge Rosa – Presidente da Câmara de Mértola
"É um momento de extrema felicidade para todos os alentejanos, para todo o povo português. Ficamos muito satisfeitos por termos dado a nossa contribuição para este reconhecimento, e continuaremos no futuro a defender este património."

Santiago Macias – Presidente da Câmara de Moura
"Trata-se do reconhecimento da importância excepcional dessa genuína expressão cultural dos alentejanos, símbolo identitário de uma região e de um povo."

José Alberto Guerreiro – Presidente da Câmara de Odemira
"O cante está enraizado na cultura do povo alentejano, sendo a sua mais intensa e reconhecida forma de expressão. […] O Município de Odemira apresenta um voto de felicitações a todos os grupos de cante alentejano e a todos os alentejanos. É o Alentejo que está de parabéns."

Pedro do Carmo – Presidente da Câmara de Ourique
"O Município de Ourique congratula-se com a adopção do cante alentejano como património imaterial da Humanidade da Unesco. Parabéns."

Tomé Pires – Presidente da Câmara de Serpa
"O cante alentejano, com este reconhecimento, poderá ter um futuro ainda mais risonho."

Manuel Narra – Presidente da Câmara da Vidigueira
"Tal reconhecimento presta homenagem a todos os alentejanos e reforça a sua importância no sentido em possa contribuir para que a região Alentejo seja ainda mais atractiva em termos turísticos, através de uma das suas mais antigas tradições culturais, como é o caso do cante."

Álvaro Beijinha – Presidente da Câmara de Santiago do Cacém
Distinção do cante alentejano pela Unesco "constitui um importante passo no reconhecimento da identidade e da cultura alentejana."

António Figueira Mendes – Presidente da Câmara de Grândola
"Este reconhecimento mundial será um importante contributo para a salvaguarda, valorização e dinamização do cante, e um importante argumento para a qualificação e diferenciação do turismo no Alentejo, e consequente desenvolvimento da economia."

Jerónimo de Sousa – Secretário-geral do PCP
"É o reconhecimento de uma expressão profunda da cultura portuguesa identitária."

PCP de Beja
"O reconhecimento do cante alentejano como património mundial é motivo de satisfação e orgulho para os alentejanos e para todos os portugueses. […] Trata-se da consagração de uma referência essencial de uma das mais características regiões do país, o Alentejo, e forte traço de união e de identidade do seu povo."

Partido Ecologista "Os Verdes"
"O reconhecimento, pela Unesco, do valor patrimonial excepcional desta expressão artística, factor identitário do Alentejo e dos alentejanos, é motivo de orgulho para todos os portugueses. […] O reconhecimento agora obtido vai contribuir para consolidar este património e dar-lhe ainda mais vida."

José Pinela Fernandes – Presidente da Concelhia de Beja do PSD
"As autoridades públicas, locais e nacionais, têm agora uma responsabilidade acrescida pela salvaguarda desta valiosa tradição, nomeadamente, na concessão de apoios e estabelecimento de parcerias que possam permitir a divulgação, cada vez maior, nacional e internacionalmente, do cante e de todas as suas potencialidades no desenvolvimento cultural e, até, económico da nossa região."

António Zambujo – músico
"Três anos depois do fado, chegou a vez do cante alentejano ser eleito património imaterial da Unesco. Parabéns."

Comunicado da Direcção da Cáritas de Beja
"O reconhecimento da Unesco do cante alentejano como património cultural imaterial da Humanidade […] reforça a importância da identidade cultural alentejana."

Notícia actualizada às 15h24 do dia 02 de Dezembro de 2014

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima