Cantar o Alentejo com 2.000 vozes na Ovibeja

Cantar o Alentejo com

A moda “Alentejo, Alentejo” é uma das cinco que mais de duas mil vozes, entre homens e mulheres, vão cantar que na tarde deste sábado, 2 de Maio, no palco da Ovibeja.
Em 2015 a grande feira do sul celebra a distinção do cante alentejano como património mundial da Unesco com um mega-encontro que vai juntar mais de uma centena de grupos corais vindos de todo o país e até do estrangeiro.
“Vai ser uma homenagem às nossas modas alentejanas, à nossa poesia e à maneira de a cantar. […] O nosso cante é uma coisa muito bonita porque é a maneira de dizermos que estamos apaixonados por isto ou por aquilo, ou por esta ou por aquele, é a maneira de dizermos que apesar de tudo temos a tenacidade para ultrapassar as grandes crises”, explica Manuel Castro e Brito ao “CA”.
O presidente da comissão organizadora da feira acrescenta ainda que a homenagem ao cante alentejano se deve também ao facto deste sempre ter marcado “presença” no certame.
“Na Ovibeja sempre se cantou – e da maneira que eu gosto mais de ouvir cantar e em que, às vezes, também me atrevo a cantar um bocadinho, que é o chamado cante informal”, acrescenta.
O I Grande Encontro do Cante na Ovibeja está agendado para a 15h30 de sábado, 2 de Maio, juntando no palco do pavilhão multiusos os cerca de 100 grupos participantes.
Depois, os homens e as mulheres faradas irão cantar em conjunto cinco modas: “Alentejo és nossa terra”, “Ao passar a ribeirinha”, “Castelo de Beja”, “Dá-me uma gotinha de água” e a referida “Alentejo, Alentejo”.
Paralelamente, a feira terá patente uma exposição temática dedicada ao cante alentejano, com uma programação diária de mostras de documentários, conversas e provas de vinho.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima