Candidatura PS solidária com trabalhadores da COOP Castrense

Candidatura PS solidária com

A candidatura do PS em Castro Verde está solidária com os trabalhadores da COOP Castrense que ficaram sem trabalho após o fecho da cooperativa há cerca de um ano.
“Há trabalhadores com mais 30 mil de euros de salários em atraso e indemnizações [por receber] e isso, como qualquer cidadão percebe, é doloroso do ponto de vista pessoal e familiar. Por isso, queremos manifestar a nossa forte solidariedade com estes castrenses e com estes trabalhadores que deram muito de si e da sua vida à COOP Castrense”, disse o candidato socialista à presidência da Câmara Municipal durante uma conferência de imprensa realizada esta quarta-feira, 18, ao final da tarde, à porta da loja da cooperativa.
Na ocasião, António José Brito notou igualmente que “a morte” da COOP Castrense “começou no exacto momento em que todo o arranjo urbanístico desenvolvido pela Câmara de Castro Verde na periferia limitou, desde logo e em primeiro lugar, o estacionamento”.
“Isso veio criar dificuldades de acesso à loja e evidentemente levou a uma acentuada diminuição do número de clientes, com consequências do ponto de vista económico para a cooperativa”, argumentou o candidato socialista, considerando que a autarquia “devia ter tido outro cuidado e outra atenção para defender a COOP Castrense”, “os postos de trabalho e a dinâmica económica que esta cooperativa gerava”.
O candidato do PS não deixou ainda de vincar que são “as diferentes direcções que estiveram à frente dos destinos da COOP Castrense” quem tem “a maior responsabilidade por a cooperativa ter de fechar as portas”.
“As direcções foram responsáveis por uma gestão que foi errada, que foi inaceitável, que não teve visão e teve pouca competência, o que acabou por levar a cooperativa ao ponto de encerrar as suas portas, com prejuízos graves […] para os trabalhadores, para os sócios da cooperativa e para a população em geral”, concluiu.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

DECO promove atendimento em Odemira

Esclarecer dúvidas sobre os direitos do consumidor em diversas áreas é o grande objetivo das sessões gratuitas de atendimento que a DECO – Associação Portuguesa

Role para cima