Câmara de Odemira dinamiza campanha de compostagem

Encontrar soluções que permitam a reciclagem dos biorresíduos na origem, “evitando assim o seu envio para aterro”, é o grande objetivo da campanha “Vamos compostar!”, que está a ser promovida pela Câmara de Odemira.

Nesse sentido, a autarquia vai ceder, “a título gratuito”, um total de 600 compostores domésticos, de 300 litros cada, assim como abrir inscrições para 30 utilizadores para o compostor comunitário com três módulos (de 1.000 litros/unidade), situado no Jardim da Fonte Férrea, em Odemira.

A Câmara de Odemira explica que os interessados em aderir à campanha, que tem financiamento através do programa  “Biobairros – da terra à terra” do Fundo Ambiental, devem efetuar a sua inscrição, “que é condicionada” aos titulares de contrato celebrado com o município para o serviço de água, saneamento e resíduos.

Depois, no momento da entrega dos compostores, deverá ser assinada uma declaração de compromisso onde conste a data da entrega e o compromisso de utilizar corretamente o equipamento,  permitir o acesso ao compostor para avaliação da utilização e monotorização do volume produzido.

“O  composto produzido deverá ser devolvido à terra pelos utilizadores dos compositores” ou, quando tal não for possível, “deverá ser aplicado em jardins públicos”, revela a Câmara Municipal.

Recorde-se que a compostagem é processo natural de reciclagem de matéria orgânica que permite aproveitar os resíduos provenientes da cozinha e jardim e transformá-los em fertilizante rico em nutrientes, configurando uma via de redução deste tipo de resíduos.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima