Câmara de Monforte reduz dívida em 1,7 milhões de euros

Câmara de Monforte reduz

A Câmara Municipal de Monforte reduziu o seu endividamento em 1,7 milhões de euros nos últimos três anos, ficando com um défice na ordem dos quatro milhões de euros.
O presidente do Município, Miguel Rasquinho (PS), adianta à Agência Lusa que a diminuição da dívida “não se traduziu numa redução da obra", manifestando-se “bastante satisfeito” com os valores alcançados.
“Isto tem muito a ver com o trabalho que também fazemos nas nossas casas. Andamos todos com as calças na mão e, por isso, tivemos de fazer cortes em despesas supérfluas e reorientar o pouco que temos para o que é necessário”, explica.
Segundo o autarca, a dívida da Câmara de Monforte, em 31 de Dezembro de 2009, altura em que assumiu a presidência, ascendia a 5,7 milhões de euros, tendo sido reduzida, até ao final de 2012, para cerca de quatro milhões de euros.
“Nós continuamos a fazer aquilo que estava por fazer no concelho, rentabilizamos aquilo que tínhamos, reduzindo a adjudicação de obras a empresas privadas e todo o resto tem sido feito pelos funcionários da câmara”, diz.
Outro aspecto destacado por Miguel Rasquinho é o resultado liquido “positivo” obtido nos últimos dois anos, com mais de 204 mil euros em 2011 e mais de 80 mil euros em 2012.
Reconhecendo o facto de a Câmara continuar a viver com problemas financeiros, o autarca mostra-se, no entanto, “satisfeito” com a resposta dada pelas candidaturas apresentadas a vários programas comunitários.
Além dos cortes na transferência de verbas para as autarquias, por parte do poder central, a Câmara de Monforte lamenta que a sua capacidade em gerar receitas próprias seja “irrisória”, dando como exemplo as verbas alcançadas com a cobrança do Imposto Municipal de Transmissões (IMT).
De acordo com a autarquia, essas receitas estão a “descer abruptamente”, havendo uma “quebra de 53%” na cobrança do IMT, além de se terem mantido os valores das taxas mínimas do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI).

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima