Câmara de Évora com dívida de 73 milhões

Câmara de Évora com

O autarca de Évora, José Ernesto Oliveira, revelou esta terça-feira, 30, que a dívida total da Câmara ronda os 73 milhões de euros, garantindo que a situação financeira do município é "menos má" do que em 2002.
"A situação financeira da Câmara é menos má do que aquilo que era quando tomámos posse. Reduzimos fracamente a dívida", afirmou o presidente da Câmara de Évora, José Ernesto Oliveira, que hoje anunciou a renúncia ao mandato.
O autarca lembrou que, em Janeiro de 2002, foi feita uma auditoria às contas do Município, porque "não existia informação suficiente para conhecer a realidade", a qual "confirmou que a dívida era de 14 milhões de contos, ou seja, na ordem dos 96 milhões de euros".
José Ernesto Oliveira falava aos jornalistas numa conferência de imprensa, realizada hoje nos Paços do Concelho, onde explicou que vai renunciar ao mandato a partir desta quarta-feira, 1 de Maio, por motivos pessoais e de saúde.
De acordo com o autarca, "a dívida da Câmara ronda os 73 milhões de euros", dos quais "cerca de 20 milhões são de dívida bancária de médio e longo prazo" e os restantes 53 milhões correspondem a dívida de curto prazo.
A dívida de médio e longo prazo "tem vindo a baixar", o que permite que a Câmara tenha actualmente uma "folga para contrair novos empréstimos", precisou, indicando que "a dívida de curto prazo excede o limite máximo possível em cerca de três milhões de euros".
O presidente do Município explicou que, na dívida de curto prazo, "estão incluídos 36 milhões de euros" de dívida à empresa Águas do Centro Alentejo (AdCA), que gere o sistema multimunicipal de água e saneamento.
Se não fosse "o problema" com a empresa Águas do Centro Alentejo, "a situação financeira da Câmara de Évora seria excelente e de referência em relação à realidade dos municípios portugueses", considerou.
José Ernesto Oliveira lembrou que o Município pretende, desde há quatro anos, sair do sistema multimunicipal, que, "tal como está, não é sustentável" e "tem-se revelado ruinoso para a Câmara de Évora", que tem "um encargo anual de 6,5 milhões de euros para água".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima