Câmara de Castro Verde não aumenta água em 2021

BIE - Banco de Imagens Externas da Agência Senado.

Com risco de escassez de água, parlamentares propõem combate ao desperdício. Os parlamentares ouviram especialistas e avançaram na votação de projetos para promover o uso racional de recursos hídricos.

O Projeto de Lei do Senado (PLS) 112/2013, que tem esse objetivo, foi aprovado no primeiro semestre pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e que aguarda deliberação da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA), onde será votado em decisão terminativa.

Crédito: Pedro França/Agência Senado
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Câmara de Castro Verde não vai aumentar os preços das tarifas da água, saneamento e resíduos sólidos no próximo ano de 2021, por entender “que ainda não estão reunidas as condições adequadas de serviço na rede”.

A proposta foi aprovada em reunião do executivo municipal do passado dia 8 de Outubro, com os votos favoráveis dos eleitos do PS e as abstenções dos vereadores da CDU.

Segundo o presidente da autarquia, “apesar do significativo investimento” na rede, a Câmara Municipal decidiu manter as tarifas em vigor no próximo ano por entender “que ainda não estão reunidas as condições adequadas de serviço na rede, nomeadamente na vila de Castro Verde”.

“É necessário dar continuidade aos trabalhos de melhoramento, de forma a prestar um serviço mais competente e eficaz, que vá ao encontro das expectativas dos munícipes”, sublinha António José Brito.

“No total, estamos a falar de investimento na Rede de Águas de Castro Verde que atinge o valor de 201.146,79 euros”, observa António José Brito.

De acordo com o edil castrense, dos trabalhos de requalificação da rede de águas, “além da intervenção decisiva na Rua Morais Sarmento, que estará terminada dentro de pouco tempo”, a autarquia já concluiu “a requalificação da rede na Rua 4 de Junho e em diversos ramais da Avenida António Sérgio, e está praticamente concluída a empreitada de para a redução de perdas e seccionamento da rede”.

“No total, estamos a falar de investimento na Rede de Águas de Castro Verde que atinge o valor de 201.146,79 euros”, observa António José Brito.

O presidente da Câmara de Castro Verde revela ainda que, a par destas obras, a autarquia já “elaborou os projectos para intervir na chamada zona antiga da vila, nomeadamente na Rua Dr. António Francisco Colaço e no Largo Vítor Prazeres, e  nas ruas Campo de Ourique, da Batalha e da Aclamação”.

“Estimamos que, com este plano, a autarquia concretize uma parte revelante da requalificação da rede nas zonas mais críticas e, desse modo, o fortalecimento da qualidade do serviço prestado à população em toda a vila”, conclui António José Brito.

Opinião

Carlos Pinto

24 de Setembro, 2021

Domingo e o dever de ir votar!

Napoleão Mira

24 de Setembro, 2021

A Memória

Carlos Pinto

10 de Setembro, 2021

Corporativismo

Vitor Encarnação

10 de Setembro, 2021

26.09.2021

Margarida Duarte

26 de Agosto, 2021

Nós as Mulheres, elas as mulheres

José Francisco Encarnação

16 de Agosto, 2021

A campanha

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima