Câmara de Castro Verde conclui acordos de apoio financeiro com freguesias

A Câmara de Castro Verde já concluiu os acordos de apoio financeiro com as quatro juntas de freguesia do concelho, que vão receber da autarquia, neste ano de 2022, um valor total de 569.364 euros.

Segundo o presidente da autarquia castrense, António José Brito, o processo ficou concluído “depois da Junta de Freguesia de Entradas ter alterado a sua posição e informado da sua vontade em subscrever os acordos de cooperação para concretização de investimento”.

Recorde-se que nesta freguesia, a maioria CDU aprovou, a 11 de maio, em sessão extraordinária da Assembleia de Freguesia, o protocolo de investimento de 2022, que define um apoio da Câmara de Castro Verde à Junta de Freguesia de Entradas no valor de 37.500 euros, inicialmente chumbado pelos comunistas a 18 de abril.

“Deste modo, a Câmara Municipal acolheu essa disponibilidade como importante para a população da freguesia e, neste sentido, foram concluídos os processos”, observou António José Brito.

Concluído este processo, a União das Freguesias de Castro Verde e Casével e as juntas de freguesia de Entradas, de Santa Bárbara de Padrões e de São Marcos da Atabueira vão receber da Câmara Municipal um valor total de 569.364 euros.

Deste montante, 419.364 euros correspondem a contratos interadministrativos e a acordos de execução, a que se soma mais 157.500 euros, no âmbito dos acordos de cooperação para concretização de investimento na área das respetivas freguesias.

Neste domínio, adianta a autarquia em comunicado, as juntas de freguesia de Entradas, de Santa Bárbara de Padrões e de São Marcos da Atabueira vão receber, cada uma, 37.500 euros, enquanto a União das Freguesias de Castro Verde e Casével irá receber 45.000 euros.

Com estes acordos (e a respetiva transferência financeira da autarquia), todas as juntas de freguesia assumem responsabilidades nas áreas da limpeza dos espaços públicos (higiene urbana), manutenção e requalificação de parques infantis, mobiliário urbano e de espaços públicos, entre outras áreas.

Já no caso dos acordos de cooperação, o valor contempla a execução de um máximo de três investimentos por cada junta de freguesia.

Partilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima