Câmara de Beja apresenta propostas para o Plano Ferroviário Nacional

Paulo Arsénio

A Câmara de Beja elencou três “necessidades fundamentais” para o concelho, no âmbito da discussão pública do Plano Ferroviário Nacional (PFN), atualmente a decorrer.

Segundo adianta o autarca Paulo Arsénio, a primeira prioridade identificada passa pela “necessidade de eletrificação do troço Beja-Casa Branca, com ramal ao aeroporto”.

A par disso, a Câmara de Beja propôs a “reativação/requalificação da linha Beja-Funcheira eletrificada”, por forma a permitir a circulação de composições até 750 metros de comprimento.

“Essa reativação permite a circulação de passageiros até ao Algarve e também a ligação de carga Sines-Beja, com eventuais ganhos futuros importantes para a criação de negócios e de emprego no Terminal Civil da Base Aérea 11 (aeroporto)”, argumenta o presidente do município.

Por fim, a Câmara de Beja defende a “ligação em velocidade alta da solução proposta de uma nova linha Évora-Beja-Faro”.

“Esta linha ligaria três capitais de distrito e dois aeroportos, permitindo escoar, sobretudo para sul, muitos turistas/passageiros para Faro cujo aeroporto está próximo de atingir o limite de passageiros que comporta”, frisa Paulo Arsénio.

O autarca nota ainda que esta linha permitirá “viajar rapidamente de/até Madrid, via Évora, e ainda de/para Sevilha, via Faro, encurtando a viagem para Lisboa em 40 minutos face ao tempo de viagem atual”.

“Esta última é uma solução demorada que passa pela construção de raiz de uma nova via sujeita a complexas avaliações de impacto ambiental e muito onerosa em termos financeiros, mas que ainda assim faz todo o sentido e que o Município considera muito importante”, conclui Paulo Arsénio.

Opinião

Carlos Pinto

24 de Maio, 2024

Tensão extrema!

Vitor Encarnação

24 de Maio, 2024

Sábado à noite

Carlos Pinto

10 de Maio, 2024

O futuro dos Bombeiros!

Napoleão Mira

10 de Maio, 2024

A Alquimia das Favas

Carlos Pinto

26 de Abril, 2024

Abril, sempre!

Carlos Pinto

12 de Abril, 2024

Valerá tudo por tática política?

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima