Câmara de Aljustrel critica serviço da Águas do Alentejo

Câmara de Aljustrel critica

A Câmara de Aljustrel anunciou que vai suspender pagamento à Águas Públicas do Alentejo (AgdA) pelo abastecimento de água ao concelho, argumentando “um incumprimento contratual” por parte da empresa. Em causa estão, segundo a autarquia, as “carências graves ao nível do fornecimento de água em Aljustrel” verificadas no período em que a AgdA realizou a higienizações dos depósitos de água de Aljustrel, entre 23 e 31 de Maio, o que fez com que algumas zonas mais altas que tanha ficado “frequentemente privadas de água em largos períodos do dia”.
A Câmara de Aljustrel sublinha ainda que “após a rotura ocorrida junto à estação elevatória de Rio de Moinhos, no dia 14 de Junho, que quebrou o abastecimento aos reservatórios de Aljustrel”, várias zonas da vila ficaram também “privadas do fornecimento de água”.
“Basta ocorrer uma rotura na conduta adutora ou uma avaria na estação elevatória de Rio de Moinhos para não haver abastecimento à população, visto que a AgdA não está a conseguir manter os níveis dos depósitos”, acrescenta a autarquia, sustentando que “caso se verifique um problema mais grave” no sistema actual “Aljustrel corre o risco de ficar sujeita a vários dias sem abastecimento de água”.
Entretanto, já este fim-de-semana várias corporações de bombeiros do distrito abasteceram de água os depósitos da vila, no sentido de minimizar a situação.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima