CADAC estreia nova produção em Aljustrel

A Companhia de Dança Contemporânea do Alentejo (CADAC) estreia nesta quinta-feira, 5, em Aljustrel, o espetáculo “Pausa Forçada”, com direção e dramaturgia da coreógrafa cubana Marianela Boán.

“Pausa Forçada” foi concebido durante a pandemia e sobe ao palco do Cine Oriental pelas 21h30, no âmbito do Festival Internacional de Teatro do Alentejo (FITA), que começa nesta quinta-feira e se prolonga até ao próximo dia 14 de maio.

Segundo a CADAC, em palco vão estar quatro personagens que “tentam mobilizar as suas vidas forçadas a pausar, usando todos os recursos possíveis para retomar os rituais e afetos interrompidos”.

O espetáculo resulta de uma instalação em Aljustrel que a CADAC e a companhia Lendias d’Encantar estão a desenvolver, acolhendo atualmente, em residência, artistas da Argentina, Brasil, Cuba, Espanha e República Dominicana.

“Pausa Forçada” tem direção técnica de Ivan Castro, cenografia e figurinos de Ana Rodrigues e Elsa Morgadinho e coreografia da própria Marianela Boán, com a colaboração dos bailarinos Laura Ríos, Mariela Tolentino, Abel Rojo e Wilmer Minyety. A música é da Paisagem Sonora.

Depois da estreia em Aljustrel, e no âmbito do FITA, estão agendadas novas apresentações no Auditório Municipal António Chainho (sexta-feira, 6), em Santiago do Cacém, no Centro Cultural de Campo Maior (sábado, 7), no Teatro Municipal Pax Julia (segunda-feira, 9), em Beja, e no cineteatro de Viana do Alentejo (dia 14).

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima