Bispo de Beja satisfeito com nomeação de bispo coadjutor

Bispo de Beja satisfeito

O bispo de Beja, D. António Vitalino Dantas, manifestou esta sexta-feira, 10, a sua alegria pela nomeação de D. João Marcos como bispo coadjutor para a diocese.
“Fico muito satisfeito que depois de um ano e meio de muitas consultas e muitas demoras termos conseguido alguém que, embora também não seja muito novo [65 anos], tem uma experiência muito rica na missão da Igreja e poderá ser um grande contributo para a evangelização do Alentejo”, revelou D. António Vitalino à Agência Ecclesia.
O prelado destacou que espera que o bispo coadjutor, nomeado pelo Papa Francisco, seja “um bom companheiro” e que quando assumir a Diocese de Beja, que “seja um bom continuador de uma missão que é sempre nova”.
D. João Marcos, até ao momento no Patriarcado de Lisboa, vai encontrar uma diocese baixo-alentejana desertificada demograficamente, mas “também uma certa desertificação a nível da própria igreja”, principalmente na prática dominical.
O bispo de Beja assinalou ainda que na região do país as pessoas estão muito dispersas e mesmo as igrejas “nem sempre estão perto”, por isso, têm de ser os pastores e os cristãos a ir ao seu encontro “senão não se consegue evangelizar”.
“A atitude missionária é muito importante no Alentejo e o cónego João Marcos tem uma grande capacidade de escuta, atenção e veia artística que descobrirá com certeza caminhos novos”, considera o prelado que acrescenta que “os alentejanos são muito sensíveis à beleza”, referiu D. António Vitalino.
Nesse sentido, o prelado assinalou a alegria e a curiosidade do povo por saberem quem é o bispo coadjutor e espera que “essa alegria continue” para que o novo bispo seja bem acolhido, primeiro pelos que são “o grupo restrito de colaboradores e depois todos juntos” na missão da evangelização do Baixo Alentejo.
“Espero que a diocese e as comunidades paroquiais sintam que estamos aqui por causa deste povo e não por causa de nós mas ajudarmos o povo a encontrar-se consigo mesmo, com Deus e uns com os outros”, frisou o bispo de Beja.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima