Beja recebe festival de curtas-metragens

Beja recebe festival

O Festival Internacional de Curtas-Metragens de Évora (FIKE) arranca esta quinta-feira, 17, e tem como grande novidade o facto de se "estender" à cidade de Beja.
"Apesar de não se ter realizado no ano passado, o festival manteve-se e agora temos a oportunidade de mostrar o trabalho que foi feito não só este ano mas também no ano passado", afirma o director do certame, João Paulo Macedo, em declarações à Agência Lusa.
O evento, que já vai na sua 11ª edição, é organizado pela Sociedade Joaquim António de Aguiar, Cineclube da Universidade de Évora, Estação Imagem e, a partir deste ano, também pela associação cultural Lêndias d’Encantar, de Beja.
A edição do ano passado foi adiada pela "impossibilidade" de a Câmara de Évora, "um dos principais patrocinadores" da iniciativa, assegurar a respectiva comparticipação financeira, que ascendia aos 10 mil euros.
Este ano "existem condições" para a sua realização, realça o director do FIKE, referindo que os promotores apresentaram uma candidatura a fundos comunitários para que a iniciativa deixasse de estar "dependente de projectos da Câmara".
Uma das novidades da edição de 2013 do festival é o "alargamento" à cidade de Beja, que João Paulo Macedo justifica com a necessidade de o evento "ganhar dimensão" e para o disponibilizar a "públicos mais alargados".
Nesse sentido, o festival decorrerá em Beja de quinta a sábado, dias 17 a 19, com uma antevisão do FIKE, bem como sessões de cinema para as escolas.
Depois, o evento "muda-se" para Évora, onde decorrerá de 22 a 26 de Outubro.
De acordo com o director do FIKE, este ano foram seleccionados para a vertente competitiva do festival 38 filmes oriundos de 19 países de um total de mais de mil curtas-metragens que foram recebidas pela organização este ano e no ano passado.
Provenientes de países como Espanha, Suíça, Irão, Brasil e Moçambique, além de Portugal, os filmes em competição abrangem as categorias de ficção, documentário e animação.
O júri integra este ano a actriz Isabel Ruth, a jornalista Luísa Sequeira e o programador e cineasta indiano Premendra Mazunder.
A programação do FIKE inclui várias iniciativas paralelas, com destaque para as mostras de películas de escolas de cinema portuguesas, de filmes indianos inéditos em Portugal e de curtas-metragens de Marrocos.
Estão ainda previstas sessões para as crianças de escolas de Beja e Évora, em articulação com a Festa Mundial da Animação, que se assinala a nível planetário no dia 28 deste mês.
O evento conta com o apoio do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA), da Secretária de Estado da Cultura, da Universidade de Évora, da Direcção Regional de Cultura do Alentejo e da Fundação INATEL, entre outras entidades.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima