Basílica Real de Castro Verde proposta para monumento nacional

A Direção Geral do Património Cultural (DGPC) vai propor ao Governo a reclassificação da Basílica Real de Castro Verde para a categoria de monumento nacional.

A proposta surge no anúncio publicado esta quinta-feira, 10, em Diário da República, onde a DGPC refere que tem intenção de propor à secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural a reclassificação da igreja para monumento nacional.

A intenção surge após uma proposta da Secção do Património Arquitetónico e Arqueológico do Conselho Nacional de Cultura, apresentada em outubro de 2021, e os elementos relevantes do processo estão disponíveis nos sítios de Internet da DGPC e da Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRCA).

Recorde-se que a proposta de reclassificação da Basílica Real de Castro Verde como monumento nacional foi anunciada, em agosto de 2021, pela diretora regional de Cultura do Alentejo.

“Há muito que consideramos que a Basílica Real de Castro Verde estava subclassificada, dada a sua importância histórica, patrimonial, espiritual e simbólica para o país”, disse então ao “CA” Ana Paula Amendoeira, acrescentando que a reclassificação da igreja como monumento nacional virá “com atraso”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima