Barragem do Alqueva já distribuiu 350 milhões de m3 de água

A barragem de Alqueva deu origem ao maior lago artificial da Europa e até Outubro de 2020 distribuiu cerca de 350 milhões de metros cúbicos de água.

Segundo a EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva, “mais de 251 milhões foram entregues directamente aos clientes finais”, cerca de 13,5 milhões “foram distribuídos por captações diretas” e “pouco mais de 84 milhões distribuído por perímetros de rega confinantes”.

A empresa refere que assim foi garantida “a água necessária para todas as actividades que dela dependem dentro da sua área de influência”.

A dimensão da superfície do espelho de água de Alqueva é, no seu pleno armazenamento, de cerca de 250 km2, mas a evaporação acumulada desde o início do ano até ao momento é de 136 milhões de metros cúbicos.

A EDIA acrescenta que estes volumes de água extraídos da albufeira de Alqueva “levaram a que, e na sequência de outros anos secos, a cota tenha baixado para menos de 144 metros, ou seja, oito metros abaixo do seu nível de pleno armazenamento”. Apesar disso, continua a empresa, “foi possível que a Central Hidroeléctrica de Alqueva tivesse turbinado mais de 2.588 milhões de metros cúbicos, volume praticamente todo devolvido à albufeira de Alqueva por via da bombagem dos grupos reversíveis”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima