Areias vão ser retiradas do Mira junto a Milfontes

Areias vão ser retiradas

O presidente da Câmara de Odemira acredita que o desassoreamento do rio Mira junto a Vila Nova de Milfontes, entre a barra e o cais, poderá avançar antes do Verão de 2015.
“Há muitos anos que consideramos esta intervenção indispensável, porque a valia da praia economicamente e ambientalmente para Milfontes é muito grande. Por outro lado, há a questão da navegabilidade do rio, pois hoje praticamente que não se consegue entrar na barra de Milfontes, porque o sistema assoreou todo”, sublinha ao “CA” José Alberto Guerreiro.
De acordo com o autarca odemirense, o desassoreamento do rio Mira pode custar entre 500 a 600 mil euros, mas está ainda em estudo.
O processo é coordenado pela Sociedade Polis Litoral Sudoeste, que ainda este mês deverá receber o estudo prévio que aponte soluções para a operação e a avaliação de impacto ambiental.
Depois decorrerá uma jornada de avaliação com entidades e universidades, para que o projecto final seja concertado entre as entidades envolvidas e permitir que algumas questões ambientais que possam vir a surgir na fase de discussão pública sejam desde logo eliminadas.
José Alberto Guerreiro estima que todo este processo tenha o seu epílogo “entre Fevereiro e Março de 2015”, sendo sua expectativa “que antes do Verão do ano que vem possa haver alguma acção no terreno”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima