António Machado candidato na AA Beja

António Machado

António Machado, actual presidente da Associação de Atletismo de Beja (AAB), deverá ser reeleito esta sexta-feira, 14, para desempenhar o cargo durante mais duas épocas desportivas.
“O que vamos tentar defender como perspectiva de trabalho para o próximo mandato será continuar a desenvolver a modalidade e as relações com os diferentes parceiros do distrito, quer no movimento associativo, nos municípios ou nas escolas. E consolidar a actividade da associação”, resume ao “SW” António Machado.
Uma das metas para o seu novo mandato deverá assentar no reforço do número de atletas filiados e, com esse objectivo, Machado quer “enveredar por um conjunto de projectos que a médio prazo possam garantir à associação um trabalho com qualidade e quantidade”.
“Isso passa por medidas de consolidação da nossa acção com o movimento associativo, de maneira a que esta seja mais participativo e tenha maior dinâmica do que tem neste momento”, vinca o actual presidente, convencido que será possível, “através de um conjunto de acções” a concretizar, promover a participação dos escalões mais jovens “com maior regularidade e em maior número”.
“Em termos do sector escolar, isso passa por consolidar a nossa participação [nas escolas], de maneira a que consigamos que os professores vejam o atletismo como uma modalidade que pode ser uma parceira bastante enriquecedora para a sua actividade, até nas actividades extra-curriculares”, acrescenta.
Manter os protocolos de colaboração com quatro municípios do distrito de Beja é um objectivo a alcançar, depois de dois anos de mandato em que foi possível ter mais atletas filiados e alguns clubes novos.
No sentido menos positivo, António Machado não se escusa a criticar a falta de obras na pista de Beja onde, segundo admite, a AAB tem sido “espectadora da inoperância dos diversos intervenientes no Poder Local” daquela cidade.
“Esperamos que o anúncio público que foi feito numa reunião, em Agosto, pelo presidente da Câmara, seja realmente efectivado e que o concurso público seja posto em prática e as obras comecem”, confia António Machado.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima