Antigo bancário assassina esposa, filha e neta em Beja

Antigo bancário assassina esposa

Um homem, de 56 anos, suspeito de ter matado a mulher, a filha e a neta, foi esta segunda-feira, 13, detido na sua casa em Beja, onde foram encontrados os cadáveres das vítimas.
"Viviam todos lá em casa, ele é que lá estava dentro, fechado com elas mortas, portanto é o principal e o único suspeito de ter matado a mulher, a filha e a neta", relatou o comandante da PSP de Beja, superintendente Viola da Silva.
O suspeito do triplo homicídio, um antigo bancário, entregou-se por volta das 20h00 à PSP, que, após ter detido o homem, entrou na casa, onde encontrou os cadáveres da mulher, de 53 anos, da filha, de 28 anos, e da neta, de quatro anos.
Segundo o comandante, reportando-se a informações prestadas por médicos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), que estiveram na casa, "pelo aspecto dos cadáveres", "possivelmente" a morte das vítimas não ocorreu na segunda-feira, mas "há dias".
"Em princípio", as vítimas não foram mortas com arma de fogo, disse o comandante.
No entanto, fontes no local avançaram à Agência Lusa a possibilidade de as vítimas terem sido degoladas com uma catana.
Segundo Viola da Silva, a PSP recebeu uma participação "de que havia uma família desaparecida" em Beja, porque "não dava sinal de vida há uns dias".
Após a participação, a PSP de Beja, "de imediato e através de investigação criminal", "desenvolveu diligências para encontrar" a família.
No âmbito das diligências, elementos da PSP deslocaram-se hoje, ao final da tarde, à rua de Moçambique, onde morava a família, quando, por volta das 17h00, "por mero acaso", "ouviram um possível disparo" no interior da casa.
A PSP "montou um perímetro de segurança" na rua e "durante três horas não se ouviu mais nenhum barulho", explicou.
Entretanto, enquanto a PSP de Beja estava à espera de agentes de um Grupo de Operações Especiais (GOE), para "entrarem na casa por outros métodos", o homem "resolveu começar a fazer barulho".
Os elementos da PSP ouviram o barulho e concluíram que havia alguém dentro da casa, a quem pediram para se entregar às autoridades, contou Viola da Silva.
Por volta das 20h00, o homem saiu de casa e entregou-se às autoridades.
Após a detenção do homem, a PSP entrou na casa, onde encontrou os cadáveres das três vítimas, disse o comandante.
O caso já foi entregue à Polícia Judiciária, sendo que o alegado homicida passou a noite nos calabouços da PSP de Beja e deve ser presente em tribunal esta terça-feira.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima