Ano agrícola "atípico" na zona do Campo Branco

Ano agrícola "atípico"

O ano agrícola de 2014-2015, que está praticamente terminado, acabou por ser “muito atípico” e “muito irregular” para as culturas de sequeiro na zona do Campo Branco.
De acordo com a Associação de Agricultores do Campo Branco (AACB), com sede em Castro Verde, as culturas de Outono/ Inverno feitas no tempo devido “acabaram por surpreender pela positiva e produziram quer grão ou palha em quantidade”, ainda que abaixo da média habitual da zona.
Já as culturas semeadas tardiamente e as culturas de Primavera “são para esquecer”, dado não se terem desenvolvido devido às temperaturas bastantes elevadas que se registaram e à ausência de qualquer precipitação em Maio e Junho.
“São os problemas e as dores de cabeça que o sequeiro nos dá e que continuam esquecidos ou são ignorados por quem de direito”, acrescenta ao “CA” o presidente da AACB, José da Luz Pereira.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima