Alunos escultores expõem em Aljustrel

Alunos escultores

O Espaço Oficinas, em Aljustrel, recebe a partir desta sexta-feira, 10 de Março, a exposição colectiva de escultura “Desencontrados”, da autoria dos alunos de mestrado da Faculdade de Belas Artes de Lisboa.
A mostra, que é inaugurada às 18h00 e vai estar patente ao público até 15 de Abril, reúne trabalhos de Andreia Café, Paulo Dias, Jéssica Burrinha, Catarina Mendes, Liliana Alcaria e Paulo Dias, que construíram as suas peças a partir de materiais tão diversos como tubos de ferro, pregos, pinho, pele sintética, gesso ou zinco e cordão.
Para o professor auxiliar escultor, João Castro Silva, a exposição é “um quase manifesto, uma vontade enorme de não querer estar conforme, uma expressão de resistência de querer ficar fora da norma”.
“Se de início me assustou ver jovens escultores, em início de carreira, com uma visão fatalista deste tempo – que é o deles -, por outro lado aquilo que assumem como vontade de não pertença, de não estar afim, é afinal a constatação de que ainda há autênticos escultores que se mantém verdadeiros, transparentes, que expõem e se expõem com ímpeto, sem pesar bem as coisas mas com toda a verdade”, acrescenta.
No âmbito da exposição, os alunos escultores, em colaboração com o Núcleo de Artes Visuais de Aljustrel, realizam no dia 18 de Março (sábado) um atelier de escultura e desenho, destinado a crianças e adultos.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima