Alunos em protesto junto à Secundária de Castro Verde

Alunos em protesto junto

Cerca de uma centena de alunos manifestaram-se esta quinta-feira, 16, de manhã junto à entrada da Escola Secundária de Castro Verde, exigindo obras no estabelecimento.
“Estamos a manifestar-nos porque chove dentro da escola e a maior parte da escola ainda tem telhados de amianto. Sentimos que há falta de condições para estudar”, frisou ao “CA” o recém-eleito presidente da associação de estudantes, Guilherme Afonso.
O protesto juntou perto de uma centena de alunos na entrada principal da escola, com “gritos de ordem” como “Estudantes estão na rua, a luta continua”, “Amianto não” ou “Mais um empurrão e o Governo vai ao chão”.
“Esta iniciativa é por causa da falta de condições que a escola tem para os alunos. Chove dentro da escola, os telhados estão cheios de amianto – apesar de em alguns este estar a ser removido –, os funcionários também não são muitos, faltam professores… Ou seja, todos os problemas que as outras escolas têm esta também tem. E nós estamos a tentar mudar isso”, sublinhou Bruna Gomes, uma das estudantes envolvidas na organização do protesto.
Contactado pelo “CA”, o director do Agrupamento de Escolas de Castro Verde, Augusto Candeias, não quis tecer qualquer comentário sobre a iniciativa dos estudantes da escola secundária.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima