Almodôvar: Independentes criticam gestão do PS

Almodôvar: Independentes

O movimento “Independentes por Almodôvar” considera que o PS continua a não demonstrar “condições” para liderar a Câmara Municipal local, conquistada nas eleições de 2013.
Os elementos do movimento reuiram no passado domingo, 21, no Rosário, num encontro que serviu para analisar a política desenvolvida pelo Município de Almodôvar em 2015, tendo concluído que as críticas feitas um ano antes continuam actuais.
Em comunicado enviado ao “CA”, o movimento reafirma que o PS continua a demonstrar “não ter condições para gerir o Município, de acordo com os interesses de desenvolvimento do concelho de Almodôvar e das suas populações”, “não conseguiu lançar uma única obra da sua autoria e com verdadeiro significado”, “tem menosprezado o capital de conhecimento e capacidade dos trabalhadores da autarquia” e não apresenta “qualquer estratégia válida para o concelho”, apostando numa “gestão de ‘navegação à vista’, pontificada pelo delapidar de dinheiros públicos”.
“Deste modo, os ‘Independentes por Almodôvar’ reafirmam a sua vontade de defender o interesse do concelho e das suas populações, assim como o interesse público”, assume o movimento, que pretende continuar a estabelecer “uma estreita ligação com as pessoas” e assumir-se “como uma verdadeira alternativa politica, devidamente preparada para retomar o caminho da justiça, da verdade e do desenvolvimento” de Almodôvar.
Os membros dos “Independentes por Almodôvar” acrescentam ainda ser evidente “a justa e oportuna decisão” da constituição do movimento e a apresentação da sua candidatura às eleições autárquicas de 2013.
“Torna-se cada vez mais claro que se isso não tem acontecido, vivíamos hoje no nosso concelho num completo deserto de ideias, sem qualquer contraponto crítico e muito mais perigoso, estaríamos a assistir à delapidação do erário público sem qualquer espécie de controlo e de forma muito mais acentuada, caldeando este procedimento com práticas de acção política onde o autoritarismo, a falta de transparência e o abuso de poder estariam substancialmente aumentados”, conclui o movimento.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima