Albufeira do Alqueva também vai ser navegável no "lado" espanhol

Albufeira do Alqueva também vai ser navegável no "lado" espanhol

O presidente do governo regional da Estremadura (Espanha), José António Monago, garantiu esta terça-feira, 30, que a parte espanhola da albufeira do Alqueva também vai ser navegável, tal como já acontece do lado português.
"Temos alguns problemas com a navegação do Alqueva", reconheceu o presidente da Junta da Estremadura, lembrando que, em Portugal, houve trabalhos de desmatação das zonas a submergir, o que, "inexplicavelmente", não aconteceu do lado espanhol.
Contudo, revelou, tem estado em curso "um esforço muito grande" para alterar esta situação.
"Analisou-se a parte espanhola e arrancaram-se muitas azinheiras [as árvores que, sobretudo, ficaram submersas] para se fazerem corredores e permitir a navegação" dessa parte do Alqueva, disse.
Uma operação para retirar árvores e matos submersos pela subida das águas da barragem – um dos entraves à navegação no lago, por poder provocar algum acidente náutico – que José António Monago disse estar "esperançado" que fique concluído "no próximo Verão".
O presidente do governo da Extremadura, acompanhado pelo embaixador de Espanha em Portugal, Eduardo Junco, e por outros responsáveis regionais, visitou na terça-feira a albufeira do Alqueva, tanto do lado espanhol, como nos municípios alentejanos de Reguengos de Monsaraz e Portel.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima