23 mil testes à Covid-19 feitos no Alentejo

23 mil testes à

Mais de 23 mil testes realizados e menos de 30 casos activos no momento: é este o ponto de situação do “combate” à pandemia de Covid-19 na região do Alentejo apresentado nesta terça-feira, 9, pelo secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional e coordenador da situação de calamidade na região. De acordo com Jorge Seguro Sanches, os dados regionais apurados até à data revelam que, “de todos os 268 infectados registados pela Direcção Geral da Saúde (DGS), há hoje menos de 30 casos activos, o que corresponde a uma taxa de recuperação elevada”.
“Há por isso que sublinhar o excelente trabalho de muitos profissionais de saúde que estiveram, e estão, na linha da frente, quer nos hospitais ou nas unidades de saúde pública”, destaca o governante em comunicado enviado ao “CA”.
Jorge Seguro Sanches adianta ainda que até segunda-feira, 8, e desde o início da pandemia, “foram realizados mais de 23 mil testes à Covid-19” na região, “o que significa que cerca de 5% da população do Alentejo já foi testada”.
Entre esta, continua o secretário de Estado, tem sido dada “especial atenção” aos grupos de maior risco, tendo sido testados “cerca de 11.693 profissionais e utentes de cerca de 318 instituições, entre lares de idosos, unidades de cuidados continuados, serviços de apoio domiciliário e centros de actividades ocupacionais”.
“A taxa de infecção revelada foi de cerca de 0,03%. Nas creches foram realizados cerca de 2.069 testes a profissionais de 140 instituições, não tendo havido registo de qualquer caso positivo de Covid-19”, acrescenta.
Segundo Seguro Sanches, “os dados mais recentes indicam que se encontram activos menos de 30 casos, assistindo-se à contenção da evolução da linha de casos confirmados, para a qual contribuiu o comportamento cívico dos alentejanos”.
“Este deverá manter-se nesta nova fase de regresso aos locais de trabalho, abertura do comércio e da época balnear, bem como a cooperação entre todas as entidades”, conclui o governante.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima