1500 utentes de Ferreira sem médico de família

1500 utentes de Ferreira

O Movimento de Utentes de Serviços Públicos (MUSP) de Ferreira do Alentejo está preocupado com o facto de 1500 pessoas do concelho terem ficado sem médico de família.
Em comunicado, o MUSP revela que a médica do Centro de Saúde de Ferreira do Alentejo que se aposentou ainda não foi substituída, deixando 1.500 utentes sem médico de família.
O MUSP teme que a situação se agrave depois de ter sido tornado pública a nomeação de Jorge Santos, director do Centro de Saúde ferreirense, para o conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA).
“Não basta terem consultas de recurso, que são realizadas no centro de saúde e que não cobrem todas as necessidades, pois existem muitos cidadãos sem condições de se deslocarem. É preciso que sejam colocados médicos que possam prestar serviço médico nas extensões de saúde localizadas nos diversos pontos do concelho de Ferreira do Alentejo”, defende o MUSP.
Entretanto, o movimento aguarda resposta aos pedidos de reunião feitos à administração da ULSBA e à direcção do Centro de Saúde de Ferreira do Alentejo.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima