14h55 - quinta, 18/04/2019

O cravo que não sabe o que foi o 25 de Abril


Vítor Encarnação
Na aula de História, um cravo jovem, daqueles de calça descaída, telemóvel 4G, brinco na orelha esquerda e sempre online, não soube dizer o que é a liberdade.
Um cravo dos mais velhos, professor com barba e cabelos brancos, zangou-se com o irresponsável desconhecimento que o cravo mais novo tem do 25 de Abril.
Pelos gritos e descomposturas, pode dizer-se que na aula houve uma revolução de todo o tamanho.
E depois, o cravo, que já viveu muitas Primaveras, ainda foi desabafar na sala dos professores: Não é possível! Esta geração de cravos está perdida. Estes cravos miúdos já não respeitam a História e só ligam aos telemóveis. Estas flores de agora já não cheiram a democracia!
O cravo jovem, tatuagem no caule e gel nas pétalas, até tem visto umas fotografias da revolução de Abril. E mais, o seu avô é bem famoso. É ele o cravo que está na espingarda do soldado.
O problema é que o avô se esqueceu de contar ao filho como foi a luta pela liberdade, e por isso o pai deste cravo já não lhe soube explicar o que foi o 25 de Abril.
Moral da História: A memória é curta e para não desaparecer tem de ser transmitida cravo a cravo. E nessa tarefa, os professores, não só os de História, também podiam ajudar!



Outros artigos de Vítor Encarnação

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
17h16 - domingo, 20/10/2019
Campo Arqueológico
de Mértola premiado
O Campo Arqueológico de Mértola (CAM) foi recentemente galardoado com o "IV Prémio Sísifo a la Investigación, Defensa y Difusión del Património Arqueológico" 2019, da Universidade de Córdova (Espanha).
07h00 - sexta, 18/10/2019
"Feira de Castro é uma bandeira do concelho"
O vice-presidente da Câmara de Castro Verde, David Marques, garante ao "CA" que valorização da Feira de Castro tem sido uma das apostas do actual executivo, considerando que o evento continua a ser um momento "de reencontro dos castrenses".
07h00 - sexta, 18/10/2019
Feira de Castro
espera milhares
de visitantes
A par do Natal, há outro marco incontornável no calendário anual dos castrenses (e de todas as gentes campaniças): a Feira de Castro! É por isso que ao terceiro fim-de-semana de Outubro as ruas da vila de Castro Verde se tornam num mar de gente, que desagua sempre no Largo da Feira, onde as barracas de roupa e calçado, os pregões dos vendedores e a tradição se juntam aos produtos da época, ao cheiro das farturas, à música dos carrosséis e às memórias de infância.
07h00 - sexta, 18/10/2019
Autarca de Ourique espera melhoria
dos serviços públicos na região
Com o novo Governo prestes a entrar em funções, o presidente da Câmara de Ourique espera que a próxima legislatura seja marcada por uma "melhoria da qualidade de vida dos ouriquenses e dos baixo-alentejanos".
07h00 - sexta, 18/10/2019
Exposição relembra
a "Beja Republicana"
A Câmara de Beja inaugura nesta sexta-feira, 18, pelas 18h30, no Centro UNESCO, a exposição "Beja Republicana", que tem coordenação científica do historiador Constantino Piçarra.

Data: 11/10/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial