07h00 - terça, 19/02/2019

Mina de Aljustrel reduz emissão de poeiras

Mina de Aljustrel reduz emissão de poeiras

A Almina, concessionária das minas de Aljustrel, conta ter concluídas até final deste ano de 2019 todas as intervenções programadas, no sentido de eliminar a emissão de poeiras para a malha urbana da vila. A garantia é dada ao "CA" pelo presidente da administração da empresa, estimando que seja assim resolvido um problema que tem levantado bastante celeuma na "vila mineira".
"Pensamos que com estas intervenções o impacto [das poeiras] será completamente resolvido. Mas hoje já temos muito menos poeiras que tínhamos há anos atrás, não estamos a começar do zero", afirma Humberto da Costa Leite, que acrescenta: "Somos uma empresa responsável e não queremos que as pessoas em Aljustrel possam ser incomodadas com poeiras que são sempre desagradáveis".
Nesse sentido, continua este responsável, a Almina já plantou "850 árvores para criar uma cortina arbórea à volta da zona da lavaria". "E estamos a fazer investimentos em termos operacionais na zona da britagem e na chegada do minério à superfície, seja por via do encapsulamento seja por via de equipamentos de captura de poeiras nos locais onde elas existem. É um processo que em termos de estudo está feito e que temos em implementação", adianta.
Humberto da Costa Leite frisa que este é um investimento "de alguns milhões" de euros que incluirá, ainda, a pavimentação das estradas internas do complexo mineiro. "Ainda que não vindo dali muitas poeira, vamos também pavimentar para que não haja poeiras no ar", justifica o gestor.
Para o presidente da administração da Almina, não há razões para a população de Aljustrel estar alarmada com a questão das poeiras provenientes da mina.
"Nós respeitamos a lei e operamos respeitando a legislação em vigor", afiança Humberto da Costa Leite, para logo afirmar perentoriamente: "O ar que se respira em Aljustrel é seguramente melhor que o ar que se respira em outras cidades do país, nomeadamente Lisboa".
Ainda assim, a Almina está empenhada nesta questão e prepara-se para criar uma Comissão de Acompanhamento do Ambiente, que terá 15 elementos (quase todos externos à empresa) e que será presidida pelo professor catedrático José Manuel Palma.
"Será uma comissão aberta e transparente, pois não temos nada a esconder. A empresa está lá representada como está a Assembleia Municipal, a Câmara Municipal, o Centro de Saúde e outras entidades", antecipa Humberto da Costa Leite, esperando que a nova comissão, que será apresentada brevemente, seja "um interlocutor privilegiado com as forças locais e com a empresa". "Queremos um ambiente de transparência total! Não queremos que a nossa actividade esteja a perturbar os habitantes de Aljustrel com questões que lhe causem preocupações", advoga.
Sobre a polémica que o assunto das poeiras da mina causou em Aljustrel no último Verão, o presidente da Almina prefere não tecer grandes comentários, mas não deixa de vincar que, na sua opinião, esta foi uma questão "que se levantou por razões única e exclusivamente relacionadas com a vida política local".


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - segunda, 25/03/2019
Semana Gastronómica
do Borrego em Castro
A Câmara de Castro Verde promove a partir desta segunda-feira, 25 de Março, a segunda edição da Semana Gastronómica do Borrego, em que 13 restaurantes de Castro Verde e Entras vão apresentar nas suas ementas pratos à base de borrego do Campo Branco.
07h00 - segunda, 25/03/2019
"Os Verdes" defende obras no hospital de Beja
O Partido Ecologista "Os Verdes" (PEV) defende a necessidade de haver obras de remodelação urgentes no Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja, exigindo que o Governo cumpra a resolução aprovada no Verão de 2018.
07h00 - segunda, 25/03/2019
CM Aljustrel apresenta
cadastro da rede de águas
A Câmara de Aljustrel promove nesta segunda-feira, 25, pelas 14h30, uma sessão pública para apresentação do levantamento cadastral das infra-estruturas enterradas de abastecimento de água e de saneamento de águas residuais do concelho.
07h00 - domingo, 24/03/2019
Confraria do Porco Alentejano
serve para "mobilizar vontades"
Defender e afirmar a fileira do porco alentejano e os seus produtos são os objectivos que "guiam" a Confraria Gastronómica do Porco Alentejano, que trabalha em parceria com a Câmara de Ourique e a Associação de Criadores do Porco Alentejano no sentido de promover o elevado potencial dos produtos do porco alentejano "como base de uma oferta gastronómica diferenciadora, entre o tradicional e a inovação".
07h00 - sexta, 22/03/2019
Presidente da CM Ourique: "Fileira contribui muito
para a economia local"
No dia em que arranca mais uma edição da Feira do Porco Alentejano, o presidente da Câmara Municipal de Ourique, Marcelo Guerreiro, reconhece em entrevista ao "CA" a importância do sector para a economia do concelho.

Data: 22/03/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial