07h00 - segunda, 19/11/2018

Castro Verde: PS critica chumbo
do orçamento, CDU justifica

Castro Verde: PS critica chumbo do orçamento, CDU justifica

O PS de Castro Verde tece duras críticas à CDU por ter chumbado, na Assembleia Municipal, o Orçamento e Grandes Opções do Plano (GOP) da autarquia para o próximo ano de 2019.
Em comunicado, os socialistas lamentam "profundamente que, sem razões objectivas e de forma irresponsável", a CDU de Castro Verde tenha votado contra os documentos, "com tudo o que isso tem de mau e negativo" para o concelho.
"Pela primeira vez, em 42 anos de democracia, o Orçamento foi 'chumbado' e isso, só por si, explica muito bem como a CDU ainda não compreendeu as razões da sua derrota eleitoral e, agora, parece querer prejudicar Castro Verde e os castrenses", afirma o PS, para logo acrescentar: "Ao votar contra o Orçamento da Câmara Municipal, por um lado, a CDU está a assumir uma irremediável contradição, pois não aprova um documento onde estão, pelo menos, cerca de 90% das propostas que a própria CDU apresentou".
O PS diz ainda que ao assumir esta posição, "a CDU liderada por Francisco Duarte, entre muitos outros projectos, está a votar contra as obras na Escola Secundária; contra as intervenções na rede de águas de Castro Verde; contra a requalificação do pavilhão desportivo; contra a criação da Zona de Actividades Económicas; e contra as obras da estrada de Santa Bárbara e da Mina de Neves-Corvo".
"Neste quadro de completo desnorte, que ficou bem patente na atitude de alguns dos seus eleitos na Assembleia Municipal, também fica claro que, para tentar sobreviver, a CDU não se importa de pôr em causa e deixar para trás os interesses da população de Castro Verde, de pôr em causa o profissionalismo dos técnicos do Município que trabalharam no Orçamento e, naturalmente, de comprometer o normal funcionamento da Câmara Municipal", rematam os socialistas.
Por sua vez, a CDU justifica a sua decisão na Assembleia Municipal por considerar que a proposta de Orçamento e GOP apresentada pelo executivo municipal "continua a asfixiar e a diminuir a capacidade de intervenção das juntas de freguesia, sobretudo ao nível da possibilidade de investimento".
Em comunicado, a CDU acrescenta ter igualmente detectado que a proposta "tem um conjunto de lacunas, imprecisões e mesmo 'erros técnicos'", além de "não poder aceitar o falso argumento da 'má gestão e da herança que CDU deixou'".
Entretanto, a Câmara de Castro Verde já veio a público explicar que o executivo "vai agora proceder a uma nova apreciação do documento, avaliar os caminhos a seguir e, consequentemente, apresentar o mais rápido possível e nos termos estabelecidos na Lei, uma nova proposta para apreciação e votação nos órgãos municipais".


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h01 - domingo, 16/12/2018
Resialentejo aumenta
recolha de resíduos
A empresa intermunicipal Resialentejo registou, até final de Novembro, um aumento da quantidade de resíduos recicláveis depositados nos seus ecopontos espalhados pelos oito concelhos que serve relativamente ao mesmo período de 2017.
07h01 - sexta, 14/12/2018
Emigrantes ingleses em
Ourique discutiram "Brexit"
A anunciada (mas por confirmar) saída do Reino Unido da União Europeia, conhecida como "Brexit", esteve no centro das atenções de uma reunião realizada nesta quarta-feira, 12, em Ourique entre emigrantes ingleses radicados no concelho e diplomatas britânicos.
07h00 - quinta, 13/12/2018
Fórum de Natal
em Castro Verde
Venda de artesanato e produtos locais, uma feira do livro, música e actividades para os mais novos são os destaques do "Fórum de Natal", iniciativa que a Câmara de Castro Verde promove entre esta quinta-feira e domingo, 13 a 16 de Dezembro.
07h00 - quinta, 13/12/2018
Misericórdia de Messejana
avança com requalificação do lar
A Santa Casa da Misericórdia de Nossa Senhora da Assunção, de Messejana (concelho de Aljustrel), vai avançar com obras de requalificação e ampliação do seu lar de idosos.
07h00 - quinta, 13/12/2018
Serviço payshop
na Junta de Mértola
A Junta de Freguesia de Mértola e a Payshop/ CTT assinaram um protocolo para disponibilizar a todos os habitantes da freguesia um novo serviço que permite efectuar pagamentos de forma mais fácil.

Data: 07/12/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial